O que preciso de saber antes de visitar São Miguel, Açores

Este artigo explora tudo o que precisa de saber antes de visitar São Miguel, Açores. Para melhor compreensão organizamos o artigo nos tópicos mais relevantes para quem quer viajar a São Miguel, incluindo os melhores destinos, as pessoas, a comida, os custos, a segurança e como viajar em São Miguel.

Conhecida como a “ilha verde”, São Miguel é um dos melhores e mais bonitos destinos em Portugal. Aliás, na nossa opinião é mesmo um dos mais bonitos do mundo. Tem paisagens naturais únicas no país, praias de areia negra, águas termais, piscinas naturais e algumas das mais bonitas lagoas de Portugal. Assim, é naturalmente um destino muito apreciado por estrangeiros e portugueses. A única coisa estranha é não ser mais popular e ter demorado tanto tempo a tornar-se conhecido.

Além dos destinos e atrações turísticas, os Açores dão-nos também a oportunidade de experimentar uma culinária deliciosa e estar num ambiente exótico sem sair de Portugal ou da Europa. Queremos tornar a sua próxima viagem a São Miguel numa experiência inesquecível! Para isso vamos responder à questão, o que preciso de saber antes de viajar a São Miguel?

O que saber sobre São Miguel e os Micaelenses

Onde é a São Miguel

São Miguel é a maior ilha do arquipélago dos Açores. Os Açores são formados por 9 ilhas, divididas em 3 grupos, oriental, central e ocidental. São Miguel forma em conjunto com Santa Maria o grupo oriental.

Com uma superfície de 748,82 km², é também a maior ilha que faz parte do território português, medindo 64,7 quilómetros de comprimento e entre 8 e 15 km de largura.

Situados na Dorsal Média Atlântica, os Açores ficam no local de contacto de três placas, a eurasiática, americana e africana. Portugal continental fica a cerca de 1 400 km a leste, a Madeira a 930 km a sudeste, e Nova York a mais de 4000 km. Geográfica, política e culturalmente os Açores são globalmente considerados parte da Europa.

Penhascos costeiros rochosos imponentes sobre águas azuis tranquilas sob um céu parcialmente nublado, em São Miguel
Vista em alto mar do Ilhéu de Vila Franca do Campo em São Miguel

Sobre os Micaelenses

São Miguel tem uma população de cerca de 140 000 habitantes (2023), sendo que cerca de 45 000 moram em Ponta Delgada, a capital é maior cidade dos Açores. As outras maiores cidades são Ribeira Grande na costa norte e Lagoa na costa sul.

A população de São Miguel é bastante homogénea, sem grandes diferenças culturais, linguísticas, religiosas ou raça. Praticamente toda a população é portuguesa. Durante o século XX houve uma enorme emigração de açorianos para os EUA e Canadá.

Que língua falar em São Miguel?

Tal como no resto de Portugal, a língua oficial dos Açores é o português. Devido à forte emigração e ao aumento do turismo uma boa parte da população fala também inglês e por vezes outras línguas como francês, espanhol e alemão.

No entanto, devemos notar que os açorianos têm uma pronúncia muito própria e por vezes bastante cerrada e com expressões únicas. Admitimos que por vezes se torna complicado perceber à primeira o que nos é dito, mas ainda assim, dificilmente terá problemas em comunicar em São Miguel.

Um sereno caminho de paralelepípedos, conhecido como Trilho de Sanguinho e Salto do Prego, que passa por uma pitoresca vila com tradicionais casas brancas e vegetação exuberante sob um céu nublado
Aldeia reconstruída de Sanguinho no trilho de Sanguinho e Salto do Prego

Como são os Micaelenses?

Tal como os portugueses em geral, os micaelenses são conhecidos por serem bastante acolhedores e a ilha é um destino muito tranquilo e informal. Assim, se forem viajantes simpáticos e interessados não terão grandes problemas em relacionar-se e comunicar. Além do mais, eles estão bastante habituados ao turismo e são bastante compreensivos e pacientes.

Esta forma de ser atenciosa e relaxada conjugada com o ambiente geral da ilha torna a experiência de viajar em São Miguel ainda mais agradável. Sendo que se viajar fora da época alta, então acreditamos que terá uma experiência fabulosa. Como há menos turismo, as pessoas têm mais tempo para falar connosco, explicar tudo com calma e tirar todas as dúvidas que tínhamos. Isto aconteceu dezenas de vezes. Nesse sentido foi quase como viajar no tempo algumas décadas.

Sinceramente não conhecemos grandes faux-pax relativos aos Açores. A única questão (e é mais uma curiosidade e brincadeira do que outra coisa) é que os Açorianos não gostam que se refira ao continente como “Portugal”, pois os Açores também são Portugal. E têm razão!

Um vale verdejante com um rio sinuoso que conduz a uma aldeia costeira, aninhada entre as montanhas e o mar sob um céu nublado.
Vista da aldeia de Faial de um miradouro no trilho de Sanguinho em São Miguel

Turistas em São Miguel

Os Açores estão na moda e São Miguel é a principal razão. De facto, São Miguel é a principal ilha dos Açores, inclusive em turismo. O número de turistas tem vindo a aumentar consideravelmente nos últimos anos, especialmente com o aumento de voos de Portugal e resto do mundo.

Em 2022 os açores receberam pela primeira vez mais de 1 milhão de turistas, e em 2023 esse valor foi novamente batido, por larga margem. Ainda assim, quando comparamos por exemplo com a madeira vemos que a madeira recebe mais de 4M de visitantes por ano.

Assim, e apesar do aumento enorme de popularidade é possível verificar que São Miguel, e restantes ilhas, podem ainda atrair mais pessoas.

A maioria dos visitantes concentra-se nos meses da primavera e verão, nomeadamente entre Abril e Setembro. Sendo que Julho e Agosto são claramente os meses com mais turismo.

O grande aumento do turismo em São Miguel tem vindo do estrangeiro, nomeadamente de europeus e alguns americanos. No entanto, a ilha continua a ser muito atraente também para portugueses.

Um ambiente tranquilo e arborizado de fontes termais nos Açores, com uma piscina fumegante cercada por uma vegetação exuberante e um caminho rústico de pedra.
Poças da Dona Beija, termas vulcânicas nas Furnas, são das atrações mais procuradas em São Miguel

Clima em São Miguel

O clima em São Miguel é considerado temperado marítimo com Verões mais quentes e secos e Invernos húmidos e frescos. No entanto, a orografia da ilha tem também uma importante influência nos sub-climas locais, pois chove muito mais em altitude do que junto ao mar.

Em geral o oeste da ilha é também mais quente, seco e soalheiro do que o este, devido à geografia das regiões.

Uma das principais características do clima regional é que há variações de temperaturas bastante menores ao longo do ano – sendo estas especialmente reduzidas ao nível do mar. Por exemplo, o Inverno é mais frio que o Verão, mas raramente está realmente frio, e são poucas as noites em que temperatura baixa dos 10º, junto à costa claro.

Temperaturas abaixo de 5ºC ou acima de 30ºC nunca foram registadas nas costas de São Miguel.

Assim, as temperaturas são muito melhores do que no centro e norte da Europa, Canadá, ou até grande parte dos EUA, pelo que os açores acabam por ser um bom destino para fugir à neve e frio. Existe o potencial para São Miguel se tornar cada vez menos dependente da sazonalidade, ou seja, ser um destino para o ano todo.

Um miradouro que mostra uma paisagem verdejante com colinas, uma estrada sinuosa e uma vasta extensão de água que se estende até o horizonte sob um céu azul claro.
Vista da costa de São Miguel do Miradouro Pico do Paul no trilho Serra Devassa

Qual a melhor altura para viajar a São Miguel

Esta é uma pergunta muito difícil de responder, pois depende muito do que quer e de onde vem. Na nossa opinião e na nossa experiência, São Miguel é um destino de viagem para todo o ano, e cada estação tem as suas vantagens e por isso temos que avaliar bem o trade-off.

Como em quase todos os destinos temos de escolher entre apanhar o clima ideal e o número de turistas. Ou seja, no Verão vai encontrar as temperaturas mais altas, água do mar mais quente e mais horas de sol, mas também haverá muito mais gente, alguns do locais mais conhecidos podem estar a abarrotar e os custos serão muito mais elevados. No Inverno terá a experiência oposta.

Na nossa opinião não existe uma época má para ir a São Miguel, pois é possível usufruir da mesma durante todo o ano. Ainda assim, temos de ter em conta que no Verão o tempo será provavelmente mais quente e seco, mas haverá muito mais gente, enquanto no Inverno acontecerá o oposto.

A nossa época favorita para visitar São Miguel é meia estação, e particularmente a Primavera. Em Abril e Maio, as temperaturas já são boas suficientes e ainda não há assim tanta gente como em Julho e Agosto. Além disso, esta é também a época das flores, e os Açores são famosos pelas suas espetaculares flores, nomeadamente as hortênsias ao longo das estradas.

Os viajantes desfrutam de uma experiência natural de natação entre rochas vulcânicas à beira-mar nos Açores.
Piscinas termais vulcânicas com água fria e quente na ponta da Ferraria, algo que tem que visitar em São Miguel

É seguro viajar São Miguel?

Sim. A São Miguel é um destino muito seguro pois a criminalidade é muito baixa e a criminalidade violenta é quase inexistente.

Diríamos que há mais riscos à sua integridade física nas caminhas, cascatas ou na estrada do que através de algum tipo de crime violento. Ainda assim, e como em qualquer outro lugar do mundo aconselhamos que tenha atenção nas zonas turísticas, especialmente relativos a esquemas e carteiristas.

Fora da época alta, São Miguel é um lugar tão calmo e relaxado que por vezes parece ainda um pouco afastado do resto do mundo. É sem dúvida um dos lugares do mundo mais nos sentimos confortáveis e onde é mais fácil estar e experienciar.

O que visitar em São Miguel

A São Miguel é sobretudo um destino de Natureza (com alguma história e cultura à mistura). Apesar do clima ameno, com bom tempo quase todo o ano, São Miguel não é um destino de praia por excelência, mas tem algumas boas praias (de areia negra) e piscinas naturais.

Para nós a São Miguel é sobretudo um destino vulcânico e exótico, mas ainda europeu. Lá encontramos algumas das melhores caminhadas de Portugal, cascatas fabulosas, águas termais, e muitos, muitos miradouros. Sem esquecer Ponta Delgada e outros locais fabulosos na ilha! Vamos então explorar o que fazer em São Miguel, e quais os lugares a não perder.

Uma pitoresca casa de pedra aninhada no meio da exuberante vegetação verde dos Açores, com um caminho sinuoso que conduz através de um jardim sereno, um lugar obrigatório em São Miguel.
Parque da Ribeira dos Caldeirões, tem vários moinhos restaurados em São Miguel nos Açores.

Ponta Delgada

Ponta Delgada é a capital e cidade mais populosa dos Açores. É lá que encontramos o governo regional e encontrar vários monumentos e edifícios históricos. O centro histórico é bastante bonito e está bem conservado. Não é património da UNESCO como Angra do Heroísmo (Terceira) mas tem algumas atrações espalhadas pela cidade e arredores.

Alguns dos lugares a não perder incluem:

  • Centro histórico – O centro histórico de ponta delgada mantém a traça antiga com casas centenárias muito bem conservadas. É extremamente agradável para passear a pé, com diversos restaurantes, bares e lojas tradicionais.
  • Portas da Cidade – talvez o mais icónico monumento da cidade. É bastante fotogénico e fica muito bonito entre a marginal e a igreja matriz de São Sebastião.
  • Mercado da Graça – infelizmente está em obras há alguns anos, mas ainda assim vale a pena para experimentar os produtos frescos e típicos dos Açores, incluindo frutas, queijos, carnes e peixes.
  • Gruta do Carvão – espetacular gruta vulcânica em basalto que fica dentro dos limites da cidade.
  • Plantação de Ananás – uma curiosa atração turística para poder ver o famoso ananás dos Açores e como ele é produzido.
  • Ver as baleias e golfinho – veja o ponto seguinte
Uma cena noturna vibrante de uma praça de uma cidade dos Açores, destacada por uma torre de relógio ornamentada e arcos, com desenhos intrincados nas calçadas sob o brilho das luzes da rua.
Portas da Cidade e igreja Matriz de São Sebastião, à noite, em Ponta Delgada, São Miguel

Baleias e golfinhos

A observação de cetáceos é uma das principais atividades para fazer nos Açores e particularmente em São Miguel (também é possível de outras ilhas, especialmente do Pico).

A melhor forma de observar baleias e golfinhos é através de um tour. Em São Miguel é possível apanhar estes tours a partir de Ponta Delgada, Rabo de Peixe e Vila Franca do Campo, mas o mais habitual é fazê-lo a partir de Ponta Delgada, pois é onde existem mais tours e os mais conhecidos.

Os Açores são um dos melhores lugares do mundo para ver baleias pois elas estão presentes durante todo o ano. No entanto, no Inverno é mais difícil pois apenas os Cachalotes são residentes. Nem nos Açores nem em lado algum é possível garantir que se vai ver baleias, mas se quer mesmo ver o melhor será visitar na Primavera e no Verão.

Nós fizemos um tour em Janeiro e infelizmente apenas conseguimos ver golfinhos comuns (diversas vezes), mas alguns dias antes tinham sido avistados cachalotes também. Apesar não termos conseguido ver os Cachalotes gostamos imenso do tour e aconselhamos vivamente a empresa que usamos a Futurismo. Alternativamente, a Picos da Aventura também tem excelente reputação.

Se quiser reservar um tour, aconselhamos que o faça antecipadamente por aqui.

Um grupo de golfinhos nadando graciosamente perto da superfície do oceano em São Miguel, Açores.
Golfinhos comuns que avistamos no tour Futurismo em São Miguel

Trilhos e caminhadas

Uma das nossas atividades favoritas nos Açores (e no resto de Portugal) é fazer caminhadas e trilhos. Nos Açores existem trilhos para todos os gostos, mas estão sempre muito bem marcados.

Entre os trilhos que fizemos em Ponta Delgada, os nossos favoritos são o trilho de Sanguinho e Salto do Prego e o trilho da Serra Devassa com extensão à Grota do Inferno. Ambos são relativamente curtos e levam-nos a paisagens brutais que não se encontram no resto de Portugal.

O trilho de Sanguinho leva-nos à aldeia fantasma de Sanguinho e à cascata do salto do prego, através de caminhos pelo meio da floresta densa da região de Faial da Terra. Enquanto que, o trilho da serra devassa nos leva a uma paisagem vulcânica, com cones lagoas vulcânicas. No final é possível ir à Grota do Inferno, um dos melhores miradouros da ilha e cuja paisagem é muitas vezes usadas para publicitar os Açores.

Se quiser ver a lista completa dos trilhos oficiais, veja aqui.

Uma vista deslumbrante do Trilho da Serra Devassa com cercas de madeira, com vista para vales verdes vibrantes e um lago azul sereno sob um vasto céu nublado.
Miradouro da Grota do Inferno, consegue-se ver uma das lagoas das sete cidades de São Miguel

Cascatas

Apesar de não serem tão conhecidas (ou até impressionantes) como as cascatas da Madeira, São Miguel também tem algumas cascatas muito bonitas e que valem a pena a visitar. Algumas das nossas favoritas são:

  • Salto do Prego
  • Salto do Cagarrão
  • Cascata da Caldeira Velha – dentro do monumento natural e famosa por ter água quente.
  • Salto da Farinha
  • Salto do Cabrito
Uma cascata serena numa floresta exuberante, onde o fluxo calmante da água cria um retiro tranquilo no meio do abraço verde da natureza no Trilho de Sanguinho e Salto do Prego.
Cascata do Cagarrão no trilho de Sanguinho e Salto do Prego em São Miguel

Lagoas

Em São Miguel há três lagoas que toda a gente visita, e é fácil perceber que são das atrações mais conhecidas e populares da ilha. Cada uma delas apresenta características únicas e paisagens inesquecíveis. As três lagoas são:

  • Lagoa das Sete Cidades – Lagoa situada na caldeira das sete cidades. É o maior reservatório de água doce dos Açores e tem uma área de aproximadamente 4,3 km, profundidade máxima de 29 metros. É famosa por formar duas lagos separados por uma ponte, em que um deles é verde e o outro Azul.
  • Lagoa do Fogo – Lagoa situada no centro da ilha também numa caldeira vulcânica que faz parte de uma reserva natural. É conhecida pelos belíssimos tons de azul das suas águas. Apesar de implicar uma caminhada dura é possível descer às suas margens até à praia fluvial.
  • Lagoa das Furnas – Fica numa zonas de abundantes manifestações vulcânicas do tipo Fumarola, sulfatara e caldeiras de águas ferventes. É nas suas margens que se cozinha o famoso cozido das furnas.

Além destas três lagoas principais, existem imensas outras menores espalhadas pela ilha, como a lagoa do Congro, lagoa de Santiago ou as lagoas empadadas.

Uma vegetação luxuriante emoldurando um lago sereno em São Miguel, Açores, com manchas de luz solar iluminando a água, vista de um ponto de vista elevado sob um céu dinâmico.
Lagoa das sete cidades vista do miradouro da Vista do Rei em São Miguel Açores

Águas termais

As águas termais são provavelmente a maior e mais famosa atração de São Miguel. A maioria dos visitantes vêm em busca do relaxamento e bem-estar que as fontes termais e piscinas naturais da ilha trazem.

As fontes termais de São Miguel são também conhecidas por estarem localizadas em ambientes naturais deslumbrantes, sejam eles vales verdejantes, paisagens vulcânicas e até junto ao mar. Existem quatro fontes termais muito conhecidas na ilha:

  • Parque Terra Nostra, Furnas – famoso pela sua enorme piscina ao ar livre. As águas férreas amarelas conferem-lhe imagens únicas.
  • Poças de Dona Beija, Furnas – são um conjunto de piscinas ao ar livre que recebem água diretamente das nascentes de água quente. A água cai de seguida numa ribeira. São muito bonitas e particularmente agradáveis de noite.
  • Caldeira Velha – Piscinas naturais construídas no Monumento natural da Caldeira Velha. Tem também uma cascata natural espetacular. Apesar de renovada, confere um ambiente natural fabuloso, no meio da floresta.
  • Ponta da Ferraria – Aqui as águas termais misturam-se com as águas do mar criando um local quase único no mundo. Apenas possível de usar a piscina natural em maré baixa e com poucas ondas. Tem também uma piscina de água salgada aquecida naturalmente que pode ser usada com qualquer clima.
Nadadores desfrutam de um dia de sol num lago natural de águas termais castanhas com árvores altas e uma clássica casa branca ao fundo, no parque terra nostra em São Miguel Açores
Termas vulcânicas no parque Terra Nostra nas Furnas algo a não perder quando for visitar São Miguel

Miradouros

São Miguel tem imensas atrações e coisas para fazer, mas é também uma ilha com paisagens brutais e miradouros inesquecíveis, sejam da costa, das crateras vulcânicas, dos vales e picos montanhosos e até do vasto oceano.

Alguns dos mais populares são:

  • Miradouro da Boca do Inferno: Oferece vista para a Lagoa das Sete Cidades, Lagoa de Santiago e Lagoa Rasa. Também se vê quase a totalidade da enorme caldeira das sete cidades.
  • Vista do Rei: Oferece uma vista deslumbrante da Lagoa das Sete Cidades. Um dos melhores lugares para ver as duas cores da lagoa.
  • Miradouro da Ponta do Sossego: Situado na costa nordeste, oferece uma vista deslumbrante das falésias, vegetação exuberante e do oceano Atlântico.
  • Miradouro da Madrugada: Situado muito perto da Ponta do Sossego é muito popular para ver o nascer do sol.
  • Miradouro da Lagoa do Fogo: De onde é possível ver a belíssima Lagoa do Fogo.
  • Miradouro da Vigia das Baleias: É possível ver grande parte da costa norte.
  • Miradouro do Pico do Carvão: Um dos pontos mais altos do Oeste da ilha. De lá temos vista incrível para toda a região.
Vista deslumbrante de uma paisagem costeira serena em São Miguel, Açores, com colinas verdejantes, um oceano tranquilo e uma pitoresca área de piquenique que convida ao relaxamento no meio da natureza.
Miradouro da Ponta do Sossego no Nordeste em São Miguel

Praias

São Miguel não é uma ilha famosa pelas suas praias, nem é publicitada como tal, mas tem algumas praias muito interessantes e bonitas. As praias de São Miguel não são as típicas praias de areia branca ou amarela, mas sim praias de areia vulcânica, negra que oferecem um tipo de beleza completamente diferente, mas também espetacular.

No Verão as praias de São Miguel são muito procuradas para relaxar e para refrescar. A localização de São Miguel significa que as suas águas não são muito quentes, mas a passagem da corrente do Golfo do México faz com que não sejam tão frias como se poderia esperar.

Se tiver oportunidade e visitar a ilha no Verão, não se esqueça de tirar algum tempo para explorar também as praias. Provavelmente vai-se surpreender.

Uma praia tranquila com areia escura curva suavemente contra um fundo de verdejantes colinas dos Açores sob um céu parcialmente nublado em São Miguel
Praia do Fogo da Ribeira quente, tem zonas mais quente devido a caldeiras vulcânicas no mar

O que comer em São Miguel

Apesar do recente boom de turismo a oferta de restauração de São Miguel ainda é muito virada para a comida tradicional, seja Açoreana ou Portuguesa no geral. Existem muitos e bons restaurantes de comida regional que deve aproveitar para experimentar.

Neste artigo, exploramos onde comer São Miguel, dando a conhecer alguns dos nossos restaurantes favoritos da ilha.

Além da típica oferta de fast-food, incluindo pizzarias, hamburgarias, existem poucos restaurantes de comida internacional e comida moderna. Assim, aproveite para usufruir da comida e ingredientes locais pois são de altíssima qualidade.

Um prato de cozinha tradicional mediterrânica num dos melhores restaurantes de São Miguel, com tentáculos de polvo acompanhados de batatas assadas e douradas.
Polvo assado à moda de São Miguel um prato delicioso que tem que comer em São Miguel nos Açores

Acerca da comida Micaelense

A comida tradicional de São Miguel aproveita a elevada qualidade de alguns dos seus principais ingredientes, como o leite, a carne de vaca, o ananás, a pimenta da terra, chá, hortícolas e claro o peixe e marisco.

Por outro lado, a culinária Açoreana tem óbvias semelhanças com a do continente, partilhando imensos pratos, ingredientes e técnicas. Há uma óbvia influência da comida portuguesa na Açoreana e vice-versa.

No fundo, os Açores (e São Miguel) são conhecidos em Portugal pela elevada qualidade dos seus produtos. Não sei quanto a vocês, mas quando eu vejo um produto alimentar de origem Açoreana, presumo imediatamente que é de boa qualidade. E raramente me enganei.

Colinas onduladas de exuberantes plantações de chá verde com o oceano encontrando o horizonte ao fundo, sob um céu parcialmente nublado
Campos de Chã da Gorreana em São Miguel, vale bem a pena visitar

Pratos principais

Alguns dos pratos principais que aconselhamos experimentar em São Miguel incluem:

  • Cozido das Furnas – talvez o prato mais icónico dos Açores. Cozinhado com o calor vulcânico do solo das furnas, este cozinho é normalmente bastante rico com diversas carnes e vegetais. Há quem se queixe do ligeiro sabor/cheiro a enxofre, mas não foi de todo a nossa experiência.
  • Bife à Regional – Bife frito com manteiga e muito alho que usa a fabulosa carne de vaca dos Açores. A não perder por quem gosta de um bom naco de carne.
  • Polvo Guisado à São Miguel – Polvo guisado com a famosa pimenta da terra e batatas. Gostamos bastante, e repetimos várias vezes, mas nós gostamos muito de polvo.
  • Lapas, Mexilhões e Cracas – Uma das coisas a não perder é comer lapas/mexilhões grelhados num molho de manteiga delicioso. As cracas são também muito boas, são normalmente e apenas cozidas.
  • Peixe grelhado – O mar dos Açores tem dezenas de espécies de peixe e em São Miguel temos a oportunidade de os provar a todos. Deste o enorme atum, até peixes mais pequenos e raros. O boca negra é um dos nossos favoritos.

Mas existem muitos outros. Para saber mais sobre estes e outros pratos a comer em São Miguel, veja o nosso artigo, o que comer em São Miguel.

Um tradicional bife á associação, servido com um ovo estrelado por cima coberto com um rico molho castanho e um acompanhamento de batatas fritas
Bife à Associação no Restaurante da Associação Agrícola, um lugar obrigatório em S. Miguel, Açores

Doces e Sobremesas

A culinária de São Miguel é bastante mais rica em termos de entradas, sopas e pratos principais, do que de doces e sobremesas. Ainda assim, além das sobremesas tradicionais portuguesas habituais em todo o país, existem alguns doces típicos de São Miguel para experimentar, como por exemplo:

  • Queijadas da Vila – Queijadas típicas de Vila Franca estão um pouco por todo o lado na ilha. As mais conhecidas e conceituadas são as queijadas do Morgado
  • Queija de feijão da Ribeira Grande – Um pouco menos conhecidas e mais recentes mas têm-se vindo a tornar muito populares nos últimos anos.
  • Bolo de ananás – a versão de bolo de ananás dos açores é um pouco diferente da tradicional do continente e tem um sabor e textura mais fortes.
  • Malassadas – é uma espécie de fartura, ou seja, uma massa frita com açúcar por cima. Por vezes têm um sabor forte a limão que lhe confere paladar muito agradável.
  • Massa sovada – uma surpresa pois não esperávamos gostar tanto. Espécie de pão doce, muito, muito bom!
Queijada do Morgado apoiado num pedaço de papel. Doce típico de Vila Franca do Campo em São Miguel
Queijadas do Morgado em um doce delicioso de Vila franca do Campo em São Miguel

É possivel beber água da torneira em São Miguel?

Sim, tal como em todo o resto de Portugal, em São Miguel a água da torneira é própria para consumo humano! Não precisa ser filtrada nem de equipamento doméstico para tratamento da água.

Como viajar em São Miguel, Açores

Portugal tem excelentes infraestruturas para turistas e São Miguel não é exceção. No entanto, e ao contrário do continente pode ser bastante complicado visitar algumas das atrações via transportes públicos, pelo que aconselhamos que alugue carro ou faça visitas guiadas. Caso contrário poderá ser complicado ir a alguns dos melhores sítios referidos neste artigo.

Transportes públicos na São Miguel

Existem bastantes transportes públicos em São Miguel, mas estes estão concentrados Ponta Delgada e no transporte entre localidades. Dado que uma grande parte das melhores atrações de São Miguel (caminhadas, cascatas, miradouros) ficam em locais isolados e de difícil acesso, são quase todos difíceis de chegar usando apenas transportes públicos.

Assim, aconselhamos sempre alugar carro em São Miguel, pois a alterativa é participar em tours, o que é bastante mais caro. Embora seja também mais fácil e relaxante.

Para chegar a São Miguel a única alternativa é mesmo de avião para o aeroporto internacional (a não ser que venha de outra ilha açoreana). Existem bastantes voos do continente (Lisboa e Porto), e ainda alguns do resto da Europa e até dos EUA e Canadá. Companhias low-cost como a Ryanair também voam para a ilha, tornando a viagem bem barata se comprada com antecedência.

Uma serena lagoa aninhada entre colinas verdejantes sob um céu azul claro, com a luz do sol cintilando na superfície da água.
Vista da Lagoa das Furnas e as caldeiras vulcânicas do Miradouro do Pico do Ferro uma atração a visitar em São Miguel

Alugar carro em São Miguel

Alugar carro em São Miguel é igual a qualquer outro lugar do mundo. Apresenta as mesmas vantagens de flexibilidade pois podemos ir onde quisermos, quando quisermos, e ficar o tempo que acharmos necessário.

Em São Miguel é também a solução mais barata, devido à ausência de alternativas que falamos acima. No entanto, tenha sempre em atenção ao contrato, e ao custo do seguro. Sugerimos que faça sempre a cobertura da franquia pois dá uma paz de espírito enorme para se usufruir mais da viagem.

Uma das coisas que temos de ter em conta quando vamos a São Miguel é que o custo de alugar carro varia imensamente com a época do ano. Em Janeiro é fácil alugar carro por uma semana por cerca de 50 Euros, por vezes menos! No Verão provavelmente custará 5 ou 6 vezes mais, e se guardar para os últimos dias pode nem conseguir fazê-lo por estar tudo esgotado!

Notem que em Portugal (e consequentemente em São Miguel) quase todos os carros são manuais. Se não estiver habituado a conduzir carros manuais, confirme sempre que está a reservar um carro automático, pois não é o habitual em Portugal.

Tranquilidade rural: um rebanho de vacas pasta nas encostas verdejantes ao lado de uma estrada rural sob um céu azul brilhante pontilhado de nuvens, personificando as paisagens serenas de São Miguel.
Estada pelos montes de São Miguel com vacas a pastar, é um cenário comum na ilha

Dicas para conduzir em São Miguel, Açores

Tal como no resto do país, conduzir em São Miguel não é especialmente complicado e segue as mesmas regras de trânsito de Portugal continental. De uma forma geral se está habituado a conduzir em diversos lugares, São Miguel não lhe vai apresentar dificuldade, até porque em geral é um destino bem relaxado.

Existem, no entanto, alguma peculiaridades e coisas a ter em atenção:

  • Devido às condições naturais da ilha há algumas estradas com elevadas inclinações e desfiladeiros impressionantes. Estas são mais habituais para descer à costa ou junto a alguns picos.
  • A falta de espaço faz com que muitas estradas sejam bastante apertadas.
  • O centro histórico de Ponta Delgada tem ruas particularmente apertadas e poucos lugares de estacionamento.
  • O resto dos lugares são bastante mais pequenos e mais fáceis de conduzir e estacionar.
  • Em São Miguel não há autoestradas pagas, pelo que não precisa de se preocupar com isso. As vias rápidas são todas grátis.
  • Tal como no continente existem bastantes rotundas. Lembre-se que quem circula nas rotundas tem prioridade.
  • Não se pode virar à direita quando o sinal luminoso está vermelho.
  • Os limites de velocidade são:
    • Vias Rápidas e vias reservadas – 100km/h
    • Estradas nacionais fora das localidades – 90km/h
    • dentro localidades – 50 km/h
    • estes valores podem ser reduzidos quando há a respetiva sinalização.
Uma vista pitoresca de uma paisagem costeira com um farol situado à beira de uma falésia escarpada em São Miguel, com vista para as águas serenas do oceano.
Vista do Farol do Arnel, a estrada para chegar ao farol é muito ingreme, não aconselhamos a descer de carro

Moeda e Pagamentos em São Miguel

Assim como o restante de Portugal, os Açores utilizam o Euro como sua moeda oficial, uma vez que faz parte da zona Euro. Portanto, se vier de outra região da zona Euro, não precisa se preocupar com câmbio, taxas ou comissões.

Caso venha de fora da Zona Euro, não é necessário trazer Euros consigo. A rede de multibancos é extensa, o que significa que encontrará máquinas por toda a parte e poderá facilmente efetuar levantamentos de dinheiro. Recomendamos que utilize o câmbio oferecido pelo seu próprio banco e não o da rede local.

Quase todas as lojas, bares e restaurantes de São Miguel aceitam pagamentos com cartão de débito, embora alguns estabelecimentos não aceitem cartões de crédito. Portanto, aproveite para efetuar pagamentos com cartão sempre que possível, mas certifique-se de ter dinheiro em mãos para as raras ocasiões em que o pagamento com cartão não seja possível.

Dica

Evite utilizar caixas automáticas fora da rede multibanco, pois cobram taxas de levantamento muito elevadas.

buracos com água quente e fumos provenientes das fumarolas vulcânicas da ilha onde se coze o cozido das furnas
Fumarolas e caldeiras das Furnas, onde se coze o cozido das furnas durante 5 a 6 horas em São Miguel

Quanto custa viajar em São Miguel

Portugal é um destino relativamente barato quando comparado com o resta da Europa Ocidental. E São Miguel não é um destino particularmente caro, especialmente quando comparado com outras ilhas.

Como é de se esperar, os custos de viajar aumentam durante a temporada alta (Verão) e nos pontos turísticos mais movimentados. No entanto, o que realmente determina o custo de ir a São Miguel é o viajante: o seu estilo de viagem, as suas preferências e os seus desejos.

Ainda assim podemos referir que nas nossas idas a São Miguel o custo diário por pessoa varia entre 60- 80 Euros, viajando como casal mochileiro, fazendo apenas uma refeição de restaurante por dia e ficando em alojamentos baratos, mas nunca em hosteis de quarto partilhado.

Notem quem também nunca vamos a São Miguel em Julho e Agosto, e nesta altura do ano é expectável os custos subirem a próximo dos 100 euros. Por outro lado, temos consciência que é possível reduzir um pouco mais os nossos custos, se optar sempre por refeições baratas e ficar em quartos partilhados.

Um vislumbre do mundo subterrâneo dos Açores: estalactites e formações rochosas escarpadas adornam o teto de uma caverna mal iluminada, criando um mosaico natural de história geológica.
Por dentro da gruta do Carvão, apesar de ser uma atividade paga vale bem a pena fazer é muito interessante e Bonito

Preços de Alojamento

O alojamento é provavelmente a maior das despesas em qualquer viagem, e aqui não é exceção, especialmente em época alta, quando os preços duplicam ou triplicam face à época baixa.

Em São Miguel sugerimos que utilize o booking.com para marcar o alojamento pois tem uma imensa variedade de hotéis, hostels, e até alojamentos locais aos melhores preços.

Dado que a ilha é relativamente pequena, a maioria das pessoas acaba por ficar alojado em Ponta Delgada e faz viagens a cada um dos destinos. É possível chegar a qualquer parte da ilha em cerca de 1 hora, a partir de Ponta Delgada. Se quiser variar, a melhor alternativa é provavelmente as Furnas onde se encontram várias atrações principais e diversos hotéis.

Em Ponta Delgada um quarto para duas pessoas num hotel barato custa 60-70 Euros, enquanto que, hotéis mais caros, modernos e luxuosos, custam bastante mais do que isso. É possível encontrar alguns alojamentos a 40-50 euros, mas em época alta é complicado. Baixar de 40 Euros por noite, é possível mas nem sempre, mesmo em época baixa.

Edifício brutalista abandonado nos Açores tomado pela natureza, com sinais de abandono entre vegetação luxuriante e céu nublado.
Hotel abandonado – Monte Palace em São Miguel é um lugar misterioso e sóbrio

Custo com alimentação

Apesar dos preços terem aumentado bastante nos últimos anos, a alimentação em Portugal ainda é relativamente barata, mas depende muito dos locais onde se vai e do que se come. Como em tudo o resto, as zonas turísticas são bem mais caras.

Além disto, muitos dos pratos mais conhecidos dos Açores usam ingredientes de altíssima qualidade e por isso é normal que não sejam baratos. Mas são por vezes mais baratos que noutros sítios! Na nossa experiência:

  • Pequenos-almoços – são bastante baratos, mas excelentes. Até 5 Euros por pessoa, em qualquer pastelaria. Mas normalmente bastante menos. Afinal São Miguel é Portugal, e Portugal é dos melhores destinos do mundo para tomar pequenos-almoços baratos e deliciosos.
  • Almoços e Refeições rápidas – Pode facilmente comer por um valor à volta de 10 Euros por pessoa se comer num pequeno restaurante local ou se utilizar o prato do dia/menu do dia. Se sair fora do menu do dia e for para outros pratos será provavelmente por volta dos 15 a 20 Euros.
  • Restaurantes – Se quiser uma refeição melhor, mais trabalhada, os preços são bastante superiores, e têm aumentando bastante. Ainda assim uma refeição tradicional ou um prato de comida internacional custará entre 20-30 Euros, dependendo do prato e dos ingredientes. Não há muitos restaurantes de luxo em São Miguel.
  • É possível ou comprar comida perfeita ou ingredientes para cozinhar nos supermercados de São Miguel e fazer refeições completas por 5-10 Euros. Normalmente fazemos uma destas refeições por dia, para baixar os custos médios da viagem.
Naco de bife de atum com batata-doce e uma salada de diversos legumes com molho de mostarda um delicioso prato tradicional de São Miguel
Bife de atum com batata-doce do restaurante a Tasca um dos melhores restaurantes em São Miguel

Custos de alugar viatura em São Miguel

Tal como já referimos várias vezes, aconselhamos vivamente que alugue carro em São Miguel, uma vez que se torna difícil explorar bem a ilha e usufruir de todas as suas maravilhas naturais. Dado que a outra opção é fazer tours, alugar carro acaba por ser também uma decisão sensata em termos de custos.

Ainda assim, conte com alguns custos substanciais em época alta. Na época baixa, os custos são bastante acessíveis.

  • Alugar a viatura – conte com uma média 200-300 Euros por semana, sabendo que em época alta poderá ser 300+ euros por semana e em época baixa poderá ser abaixo dos 100 Euros.
  • Seguro obrigatório – Aqui não tem como evitar; Note: que poderá também ser aconselhável fazer o seguro contra todos os riscos para evitar stresses durante a viagem.
  • Pagar combustível – Combustíveis nos Açores são bem mais baratos do que no continente. Além do mais a ilha é pequena e por isso não deverá gastar assim tanto combustível na viagem.
  • Estacionamento – É bastante difícil e caro estacionar no centro de Ponta Delgada e provavelmente terá de pagar alguns estacionamentos. No resto da ilha nem por isso. Tenha especial atenção se o hotel onde vai ficar tem estacionamento incluído, ou se consegue estacionar na rua.
  • Não há portagens – Não tem que se preocupar com este custo, o que é sempre bom. Até porque no continente acaba por ser um custo relevante em algumas viagens.
Uma vista pitoresca de uma antiga ponte de pedra com arcos que liga duas partes de uma pitoresca cidade de São Miguel, completa com edifícios brancos tradicionais, telhados de terracota e candeeiros de rua.
Ponte e Igreja da Lomba da Fazenda no Nordeste em São Miguel

Como poupar numa viagem a São Miguel?

Apesar de não acharmos São Miguel um destino particularmente caro, especialmente se tivermos em conta tudo o que nos oferece, vale sempre a pena tentar reduzir um pouco os custos. Até porque não é muito complicado se tiver em atenção algumas das nossas recomendações e particularidades da ilha:

  • Use e abuse das atividades ao ar livre, que na sua maioria são grátis – caminhadas, praias, piscinas naturais, cascatas, miradouros, são tudo coisas a fazer em São Miguel que não custam dinheiro. E são do melhor que Portugal tem para oferecer!
  • Para poupar em alimentação o melhor é tentar comer em restaurantes com menus do dia. Estes incluem, prato principal, bebida, café e muitas vezes até sobremesa. Normalmente ficam por volta dos 10 Euros.
  • Ainda na alimentação é possível poupar bastante se reservar alojamento com cozinha e comer uma refeição de supermercado por dia, pois são bem mais baratas do que em restaurantes.
  • Ter cozinha também lhe vai permitir tomar o pequeno almoço em casa, o que também é mais barato.
  • A maioria das atividades em São Miguel podem ser facilmente feitas de forma independente. Tem imensos exemplos disso neste site. Por isso, alugue carro e explore a ilha independentemente.
  • Ainda assim, alguns tours e atividades podem valer a pena. Sugerimos que os marque por aqui. É o site que usamos para marcar tours em todo Portugal, incluindo Açores e Madeira.
  • Se estiver a planear ficar vários dias em Ponta Delgada, talvez valha a pena não ter carro nesses dias. Evita os custos de aluguer e de estacionamento.
  • Além do centro de Ponta Delgada, dificilmente vale a pena usar os transportes públicos. Os transportes públicos são bastante baratos, mas infelizmente não nos levam a muitos destinos turísticos.
  • Existem alguns alojamentos baratos e de qualidade em toda a ilha. Nós utilizamos sempre o booking para reservar alojamentos em Portugal, pois tem uma variedade de oferta imensa e sempre a preços baixos. Aconselhamos que faça o mesmo.
  • Nunca aceite a taxa de câmbio sugerida pelas caixas automáticas, pois são sempre piores que as do banco.
  • Para reduzir o número de levantamentos a fazer, tente sempre pagar com cartão. É possível em quase todo o lado.
Uma cena tranquila nos Açores apresentando um impressionante lago de cratera vulcânica situado entre colinas exuberantes sob um céu azul claro.
Lagoa do Fogo vista do Miradouro do Pico da Barrosa em São Miguel

É habitual pagar gorjeta no Açores?

Em geral, não é habitual pagar gorjetas nos restaurantes em Portugal. De facto, não existe cultura de gorjeta em Portugal, ou pelo menos é muito diferente da dos EUA. São Miguel não é exceção, mas o crescimento do turismo e a sua importância para a economia local está a mudar a cultura local e por vezes os turistas sentem essa necessidade.

Ainda assim note que é uma decisão de cada um. A gorjeta em Portugal é um extra, não é suposto ser a parte principal do rendimento do funcionários.

Nos restaurantes o normal é arredondar a conta ou deixar no máximo 1 a 2 euros de gorjeta. Qualquer valor acima disto é apenas dado para recompensar um serviço extraordinário.

Nos guias de viagens ou nos tours também é habitual o pagamento de uma gorjeta, mas é sobretudo porque os clientes são estrangeiros e habituados a pagar a mesma. Mais uma vez, não é suposto a gorjeta ser a parte principal do rendimento do guia.

Em todos os outros serviços é extremamente raro haver o pagamento de gorjeta.

várias plantas do ananás a ser cultivados numa estufa em São Miguel
Estufas de ananás da empresa Boa Fruta em São Miguel, no qual é possível fazer uma visita gratuita

O que levar numa viagem a São Miguel

Apesar de pequena São Miguel tem uma enorme diversidade de atrações e destinos, oferecendo imensas coisas para se ver e fazer e por isso cada viagem requer uma lista particular. Além disto, o tipo de viajante que é também vai influenciar muito o que precisa de trazer.

No entanto, o mais habitual e o que mais recomendamos é explorar as espetaculares ofertas naturais da ilha, incluindo as florestas, cascatas, trilhos, miradouros, etc. Tendo isso em conta vamos indicar algumas das coisas básicas que acreditamos qualquer viajante a São Miguel vai precisar:

  • Roupa casual e confortável – Mesmo no verão não se esqueçam de levar algumas calças e casaco leve pois de noite e nos pontos mais altos da ilha pode ficar fresco. No Inverno leve alguma roupa quente, pois por vezes arrefece mesmo, apesar de nunca baixar dos 5ºC na costa.
  • Calçado confortável – é muito provável que vá caminhar imenso, e por isso é fundamental trazer calçado confortável, nomeadamente uns ténis. Não se preocupe o povo português é muito informal, pode andar de ténis em todo o lado.
  • Traga calçado especificamente para as caminhadas. O interior da ilha é húmido e pode chover em qualquer altura. É muito provável que tenho de passar por zonas escorregadias e com lama.
  • Óculos de Sol – Dão sempre jeito, em qualquer viagem.
  • Chapéu – pelas mesmas razões que os óculos de sol.
  • Protetor Solar – No verão é absolutamente obrigatório, mas sugerimos que levem sempre, independentemente da altura do ano que vão.
  • Havaianas e/ou Sandálias – estas serão úteis quase todos os dias, seja para passear, tomar chuveiro, ir à praia, ou caminhar na areia quente…
  • Power Bank – enquanto viaja pode ficar sem acesso a eletricidade por longos períodos de tempo, pois isso um power bank pode tornar-se no seu melhor amigo
  • .Almofada de viagem – isto será especialmente útil durante o voo, pois dependendo de onde vem, poderá ser bastante longo e noturno. Veja aqui o nosso artigo completo sobre almofadas de viagem.
  • Mochila pequena – Portugal é ótimo para fazer escapadelas curtas, trilhos, tours e por aí fora. Aconselhamos vivamente a que leve uma pequena e leve mochila para usar nesses dias e não ter de andar com a mala/mochila maior.
Um explorador com uma mochila amarela caminha cuidadosamente por um caminho de madeira coberto de musgo na floresta verdejante do Trilho de Sanguinho e Salto do Prego.
Uma atividade a não perder em São Miguel é fazer o Trilho Sanguinho e Salto do Prego

Melhores souvenirs para trazer de São Miguel

Uma das melhores coisas de viajar é poder trazer um bocadinho de cada viagem para casa. E quem é que não vai querer trazer um bocadinho São Miguel consigo?

Assim, escolher algumas lembranças e souvenires para comprar acaba por ser uma questão importante não só na viagem mas também para depois a recordamos

Alguns dos melhores souvenirs a comprar numa viagem a São Miguel incluem:

  • Queijo dos Açores – os mais conhecidos são os de São Jorge, mas há ótimos queijos em quase todas as ilhas dos açores
  • Rebuçados de limão das furnas – apesar de não termos falado deles antes, são muito populares e típicos dos Açores.
  • Brincos e colares feitos com a típica pedra negra dos açores
  • Chá da Gorreana – A Gorreana é a mais antiga produtora de chá da Europa, e os seus chás são muito bons.
  • Pimenta da terra – um dos ingredientes mais típicos de São Miguel e que é usado em quase todos os pratos tradicionais.
  • Produtos de Cerâmica Vulcânica – A cerâmica vulcânica é uma especialidade local e pode ser encontrada em forma de pratos, tigelas, canecas e outros itens decorativos
  • Queijadas – as queijadas são muito típicas de São Miguel e existem dos mais diferentes sabores. As mais famosas são as de Queijadas da Vila, de Vila Franca do Campo.
Mercearia de São Miguel com uma farta seleção de queijos, pão embalado, uma variedade de condimentos e especialidades de garrafa.
Produtos tradicionais dos São Miguel nos Açores na loja o Rei dos Queijos no Mercado da Graça

Preciso de adaptador na São Miguel?

As tomadas elétricas em São Miguel são iguais às de Portugal continental e da maioria resto da Europa continental. Assim, usam-se entradas de eletricidade do tipo F (o chamado Schuko), com voltagem de 230v e frequência de 50Hz.

As entradas tipo F também funcionam com aparelhos que seja tipo C e tipo E.

Assim, se vier de Portugal Continental ou de outro país que use estas tomadas não necessita de adaptador. Se vier de países com outro tipo de tomadas (como por exemplo Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido) sugerimos este adaptador.

Internet em São Miguel

Em princípio qualquer alojamento que escolha terá WIFI grátis, pelo que esta não deve ser uma grande preocupação. Apenas convém verificar a qualidade do sinal nos comentários, antes de marcar. Além disso muitos cafés, restaurantes e até lojas e espaços públicos têm WIFI grátis.

Caso queira usar dados moveis, então qualquer cartão de dados de um país da UE funciona em São Miguel, e sem pagar mais por isso. Se não tiver cartão de dados Europeu, é possivel comprar cartões de dados em qualquer loja de telecomunicações na ilha – Vodafone, Meo ou NOS.

A qualidade do sinal é normalmente semelhante em qualquer operadora. As ofertas são também parecidas pelo que o nosso conselho é comprar o primeiro que vir e não perder tempo com isso.

Lembre-se que utilizar roaming tem custos que pode ser muito altos.

Temos de notar que é habitual ficar sem rede em algumas áreas da ilha. A geografia da mesma dificulta a qualidade do sinal e provavelmente há alguma falta de investimentos em áreas remotas.

Uma pitoresca torre de observação de pedra de baleias com vista para uma paisagem costeira serena com vegetação exuberante e um mar calmo sob um céu nublado.
Vigia das Baleias no Miradouro Borda da Ladeira em São Miguel Açores

Lixo e Poluição em São Miguel

Em geral a ilha de São Miguel é bastante limpa, tanto nas cidades como nas zonas de natureza. Poderão haver algumas exceções e zonas com algum lixo no chão, mas não temos muito a criticar nesse sentido. De facto, a ilha pareceu-nos globalmente limpíssima, especialmente as áreas de natureza são lindíssimas e praticamente imaculadas.

A qualidade água do mar e do ar também é elevada, mas não seria de esperar outra coisa pois os açores ficam muito longe de outros territórios.

Umo trilho tranquila do Trilho da Serra Devassa que passa por exuberantes campos verdes com uma vista pitoresca do oceano e do litoral distante sob um céu parcialmente nublado.
Trilho bonito da Serra Devassa, com vistas para a costa e campos de São Miguel

Que documentos preciso para entrar em São Miguel?

Como território português, São Miguel faz parte da UE e integra o espaço Schengen. Como existe liberdade de movimento das pessoas dentro deste espaço europeu, se vier de outro país da área Schengen não precisa de passaporte e pode usar o seu documento de identificação.

Se não vier aconselhamos que veja aqui que passaportes precisam de visto para entrar em Portugal e consequentemente nos Açores. A grande maioria dos visitantes (EUA, UK, Canadá, Austrália) não precisam de visto, mas precisam de ter bilhete de saída do país.

Nota: se vai conduzir não se esqueça da carta de condução!

É obrigatória alguma vacina para entrar em São Miguel?

Não. A não ser que venha de alguma zona infetada, não precisa de qualquer vacina para obter autorização para entrar nos Açores. As regras são exatamente as mesmas do resto do país.

No entanto, e tal como em qualquer outro local do mundo, é aconselhável que tenha a sua vacina contra o tétano em dia, especialmente se vai estar em contacto com a natureza. No então não será questionado sobre qualquer tipo de vacinas à entrada.

Guias de viagens Açores que recomendamos

Por último o guia de viagens para os Açores que recomendamos é o DK top 10 pois tem bastante informação útil e foi atualizado recentemente. Não conhecemos nenhum guia de qualidade especificamente para São Miguel.

Se quiser um guia de Portugal, aconselhamos o da Lonely Planet.

Pin

Dicas de viagem S Miguel Açores

Sharing is caring!


This will close in 45 seconds