Pastel de Nata ou Pastel de Belém, afinal qual a diferença?

O Pastel de Nata ou Pastel de Belém é o mais famoso dos pasteis portugueses. Mas muitas se questionam se é a mesma coisa e não sendo qual é a diferença? Às vezes você lê pastel de nata, outras Pastel de Belém…

Vamos então explicar tudinho!

Pastel de Nata ou Pastel de Belém?

Apesar de se perceber a confusão, na realidade é bem simples. Apenas se chama pastel de Belém aos pasteis vendidos pela “Antiga Pastelaria de Belém”, que fica em Belém mesmo ao lado do Mosteiro dos Jerónimos. Não tem como falhar, devido às habituais filas enormes na porta. Todos os outros pasteis semelhantes vendidos em Lisboa (e no resto de Portugal) são Pasteis de Nata.

Notem que além do pastel de Belém, existem outros pasteis semelhantes que vieram de outros mosteiros e conventos. Por exemplo, o Pastel de Santa Clara de Vila do Conde é também uma mini tarte de ovo, mas o creme é ligeiramente diferente e normalmente coberta com glacê. A doçaria conventual portuguesa é imensamente rica, com uma variedade de doces incrível, normalmente feita com 3 ou 4 ingredientes base (açúcar, ovos, amêndoa e farinha). Assim, naturalmente, alguns são semelhantes.

Origem do Pastel de Belém

A história do Pastel de Nata começa no Mosteiro dos Jerónimos, onde a receita foi criada. No entanto, com a revolução liberal de 1820 e com a consequente dissolução das ordens religiosas em 1834 toda a gente foi expulsa dos mosteiros e conventos. Numa tentativa de sobreviver alguém começou a vender os pasteis do mosteiro cá fora, e estes rapidamente se tornaram conhecidos e começaram a ser chamados de Pasteis de Belém.

Na época, Belém era fora de Lisboa, estava separado do resto da cidade e para chegar a Belém as pessoas apanhavam barcos a vapor. No entanto já no século XIX, a Torre de Belém e o Mosteiro do Jerónimos atraíam muitos visitantes que depois se habituaram a ir também comer os deliciosos e cada vez mais famosos Pasteis de Belém.

Em 1837, a produção dos pasteis começa oficialmente junto ao mosteiro, no mesmo lugar onde existia uma refinaria de açúcar. A receita original foi sendo sempre transmitida entre os chefs pasteleiros até ao dia de hoje. Assim, apenas os chefs que trabalham na “Antiga Pastelaria de Belém” conhecem a receita. Assim, a receita dos pasteis de Belém é ainda hoje a mesma que era cozinhada no Mosteiro dos Jerónimos antes do fim das ordens religiosas.

Actualmente o nome “Pastel de Belém” é uma marca registada e por isso ninguém pode chamar Pastel de Belém a qualquer pastel que não seja do “Antiga Pastelaria de Belém” os donos da marca e produtores do Pastel de Belém.

Mas então, o Pastel de Nata e Pastel de Belém são mesmo diferentes? e se sim, qual o melhor?

Seja o pastel de nata ou o original pastel de Belém, eles são normalmente muito bons, mas a verdade é que não são exactamente iguais. Tal como dissemos acima, a receita do Pastel de Belém é secreta e só eles a sabem. Além do mais, a Antiga Pastelaria de Belém é muito cuidadosa com a qualidade dos ingredientes e técnicas usadas, pelo que o Pastel de Belém é absolutamente deliciosos. Por tudo isto, recomendamos sempre que pelo menos prove um. Este é um daqueles casos em que toda a reputação lendárias é justificada.

O Pastel de Nata por outro lado pode ser bom, muito bom, e as vezes só mais ou menos… depende de onde formos! Existem algumas pastelarias com pasteis de de nata fabulosos, que são tão bons (mas não iguais) como os originais Pasteis de Belém. Se gostamos mais de um ou outro, depende muito do nosso gosto!

This image has an empty alt attribute; its file name is The-making-of-pastel-de-nata.jpg

Onde comer o melhor Pastel de Nata?

Depois de experimentarem o Pastel de Belém original, aconselhamos que coma também um (vários?) pasteis de Nata para que perceba a diferença por si mesmo. Felizmente para nós, existem vários lugares excelentes, onde comer um pastel de Nata, e muitos deles ficam em zonas de muito fácil acesso, como a baixa ou perto de atracções turísticas. Deixamos em baixo alguns dos melhores Pasteis de Nata de Lisboa:

  • Pastelaria Santo António – nosso pastel de nata favorito e claramente um dos melhores de Lisboa. Tanto que ganhou o concurso do melhor pastel de nata de 2019. Fica junto ao Castelo de São Jorge.
  • Pastelaria Alcoa – Esta é uma das melhores pastelarias de Portugal, especialmente no que diz respeito a doces conventuais. Mas, tudo o que fazem é delicioso, incluindo claro os pasteis de Nata.
  • Manteigaria – Localizada no Bairro Alto, a Manteigaria tem pasteis de nata artesanais deliciosos com ingredientes de elevada qualidade.

Onde comprar os Pasteis de Belém?

Apenas é possível comprar os Pasteis de Belém, em Belém, na Antiga Pastelaria de Belém junto aos Jerónimos. É o único lugar onde estão à venda. Não há outro, nem em Lisboa nem em qualquer outra cidade.

Nos últimos anos os Pasteis de Nata tornaram-se uma marca de Portugal, uma das coisas mais famosas do País. Tanto porque também há à venda no exterior como devido à reputação que ganharam junto dos turistas. Agora já sabem a história por trás do seu surgimento e a sua origem, o Pastel de Belém – um doce cheio de história e sabor.

Quer saber mais sobre doces portugueses?

Veja aqui:

Sharing is caring!

shares