As 17 melhores sobremesas de Portugal

Neste artigo vamos explorar as melhores sobremesas de Portugal – as sobremesas tipicamente que se encontram nos restaurantes portugueses e também algumas das que as famílias portuguesas fazem em casa. 

Os portugueses são um povo bem guloso e no mínimo têm uma fixação com doces de ovos, por isso muitas destas sobremesas tradicionais portuguesas incluem doces de ovos ou pelo menos têm uma versão com doces de ovos. 

Neste guia não vamos incluir os pastéis e doces tradicionais portugueses, aqueles que normalmente se comem em pastelarias e não em restaurantes, pois cobrimos extensivamente esse tema no artigo sobre os melhores doces e pastéis de Portugal.

Assim, aqui reunimos as melhores sobremesas de Portugal para o guiar na sempre muito complicada tarefa de escolher (apenas) uma sobremesa. Só podemos comer uma de cada vez… certo?

Melhores sobremesas em Portugal

#1 Pudim de Ovos

Não podíamos começar com algo mais tradicional em Portugal do que Pudim de ovos. Todas as famílias têm a sua receita, e obviamente o Pudim da nossa mãe é o melhor de sempre! É uma sobremesa obrigatória nas almoçaradas de família, aniversários, Natal… bem, em todas as festas.

Tal como “todas” as sobremesas Portuguesas o pudim é feito com bastante ovo. A receita é relativamente simples, ovos, leite, casca de limão ou laranja, bate-se tudo, e cozinha-se numa taça com água quente no forno. Apesar de muito tradicional em Portugal, existem também versões em Espanha (Flan) e em França (Crème Caramel).

O Pudim de Ovos é uma das receitas mais fáceis de encontrar nos restaurantes, pois praticamente todos o têm. Uns melhores que outros, mas é realmente das sobremesas mais populares do país. 

Pudim de ovos, uma das melhores sobremesas de Portugal

#2 Pudim Abade Priscos

O pudim Abade de Priscos é um pudim de ovos muito especial, criado em Braga no norte de Portugal. A receita deste pudim foi criada pelo Abade Manuel Joaquim Rebelo, que servia na paróquia de Priscos (perto de Braga) no século XIX.

Este pudim de ovos é uma sobremesa doce, suave, que derrete na boca deixando um sabor a caramelo e doce de ovos. O pudim abade de Priscos tem um ingrediente muito especial, que pode parecer estranho à primeira vista,mas é uma das razões para o tornar tão bom, banha de porco. Experimente, não se irá arrepender. Não se sente o sabor da banha directamente, mas torna a gordura torna a sobremesa especial.

O melhor lugar para se comer o pudim Abade Priscos é em Braga, obviamente. Existem bastantes restaurantes que o servem como sobremesa, e até algumas pastelarias do centro de Braga também. Se for a Braga, não perca a oportunidade!

Será o Pudim Abade de Priscos a mais deliciosa das sobremesas portuguesas?

#3 Doce da Casa

O nome diz tudo… ou não… este é um item em praticamente todos os menus de restaurante em Portugal, mas não é propriamente um doce. É a especialidade da casa, do restaurante, e por isso pode variar bastante de restaurante para restaurante.

Ainda assim, muitas vezes o doce da casa é uma sobremesa de camadas servida num copo transparente, semelhante à Serradura e às Natas do Céu, ou uma mistura de ambas. Em baixo vamos explicar melhor o que é cada uma delas.

O que sugerimos sempre, e é o que fazemos nós próprios, é perguntar o que é o doce da casa antes de pedir.

#4 Serradura

O nome da serradura vem da bolacha esmagada que se usa na sua confecção. Esta é também uma sobremesa de camadas que consiste basicamente em várias camadas de leite condensado e natas e bolacha Maria ralada. É tão simples, como deliciosa e por isso é possível encontrar esta sobremesa em imensos restaurantes portugueses.

Como dissemos em cima, a Serradura pode ser semelhante ao doce da casa, e mas é habitual os restaurantes terem ambas. Também é muito habitual aparecer em festas e reuniões familiares.

Devido à longuíssima influência portuguesa em Macau, esta sobremesa tornou-se muito popular por lá, e por isso é habitual também se encontrar em imensos restaurantes e até festas familiares.

#5 Natas do Céu 

O nome natas do céu é bem romântico, e vem sobretudo da sua textura leve e fofa. É mais uma sobremesa de camadas, desta vez com uma mousse de creme de merengue com natas que alternam com a bolacha maria ralada e por fim com uma camada superior de creme de ovos (afinal de contas já estávamos a sentir falta do doce de ovos não é?)

Como podem ver, esta é uma sobremesa bem parecida com a da Serradura, mas as natas do céu têm uma textura muito mais leve e suave, além de incluir o doce de ovos que a serradura normalmente não tem. Algumas receitas incluem ainda doce de ovos pelo meio, alternando o creme como a bolacha e o doce de ovos.

Esta sobremesa típica portuguesa é muito usual em restaurantes, e tal como a serradura por vezes é servida como doce da casa. Tanto na versão original, como numa das suas muitas variações. É uma receita bem simples de cozinhar, sendo que a parte mais complicada será o doce de ovos. É, sem dúvida, uma das sobremesas mais queridas dos portugueses e uma das que mais pedimos em restaurantes portugueses.

Natas do Céu, uma das mais populares sobremesas em Portugal

#6 Bolo de Bolacha

O bolo de bolacha não é tecnicamente um bolo pois não vai ao forno, no entanto, não é por isso que não delicioso. Esta é mais uma sobremesa feita com bolacha maria. A bolacha é embebida em café e coberta com um creme de manteiga, açúcar e gema de ovos. Café, manteiga e açúcar, não como ser mau não é? Vendo bem esta receita é uma espécie de tiramisú à portuguesa.

É possível encontrar o bolo de bolacha em bastantes restaurantes em Portugal, apesar de actualmente não ser tão popular como já foi. O “bolo” pode ter diferentes formatos, mas nos restaurantes é normalmente rectangular semelhante a um bolo, enquanto que quando é feito em casa fica com a forma de uma flor.

As famílias portuguesas fazem muitas vezes esta sobremesa, especialmente ao domingo ou dias de festa. Bem, pelo menos as nossas fazem… talvez um dia partilhemos a nossa receita secreta também…:)

bolo de bolacha, uma das sobremesas mais habituais nos restaurantes portugueses

#7 Baba de camelo

A baba de camelo tem um nome no mínimo curioso… e muito pouco apelativo, mas não o julgue apenas pelo nome pois é bem gostoso. Esta é sobremesa típica portuguesa é uma espécie de mousse de leite condensado cozido, semelhante ao dulce de leche. É bastante simples e fácil de fazer, apenas precisa de cozer o leite condensado e os ovos e no fim colocar amêndoas torradas por cima para dar textura. É também muito usual nos restaurantes típicos tugas. 

Mas voltemos ao nome… a lenda diz-nos a baba de camelo foi inventada por uma senhora que tinha de receber convidados e não tinha sobremesa para servir. Esta pegou nos poucos ingredientes que tinha em casa e inventou a baba de camelo. Como não tinha suficiente para todos os convidados, deu à sobremesa um nome pouco apelativo para desencorajar as pessoas de comer.

Baba de Camelo

#8 Molotof ou Molotov 

O pudim molotof é uma sobremesa feita em praticamente todo o Portugal, e ao contrário da grande maioria dos bolos, sobremesas, doces, e pastéis de Portugal a versão original não leva doce de ovos, pelo contrário, leva as claras e não as gemas. Normalmente faz-se a molotof exactamente para se gastar as claras das gemas usadas noutras sobremesas, como o pudim de ovos, ou qualquer doce conventual.

O molotov é uma sobremesa muito suave e fofa, que se desfaz completamente na boca ao comer. Tem um sabor doce de caramelo. Existe igualmente uma variação da molotov com doce de ovos por cima, o que estraga um pouco o conceito de a fazer para gastar as sobras de claras, mas tuga que é tuga põe doce de ovos em tudo!

A origem do nome e da receita é um pouco confusa e incerta. O nome original supostamente seria Malakoff e não Molotov, sendo Malakoff uma fortaleza em Sebastopol na Crimea. Com o tempo, e devido à parecença do nome com o famoso cocktail molotov, o nome mudou para molotof/molotov. 

A Molotov é uma das sobremesas que tem de experimentar em Portugal
Um Molotov com doce de ovos por cima

#9 Toucinho do céu

O toucinho do céu é uma receita conventual tradicional, ou seja, vem originalmente dos conventos portugueses. Tal como grande parte das sobremesas leva gema de ovos, açúcar e amêndoas. Dependendo da região do país pode também levar chila. Esta é uma das nossas favoritas.

O nome toucinho do céu vem do facto de que originalmente a receita levava banha de porco, no entanto, actualmente ninguém o faz, mas o nome ficou.

Esta é uma receita que aparece um pouco por todo o país mas é muito famosa em Murça no norte de Portugal e no Alentejo. Assim, vai encontrá-la um pouco por todo o lado, mas especialmente em Trás-os-Montes e no Alentejo. 

#10 Leite Creme

O leite creme é um creme português feito com leite, açúcar, gema de ovo, farinha, canela e casca limão. No final normalmente é colocado por cima do creme um pouco de canela ou açúcar queimado, mas não é obrigatório. Esta é aquela sobremesa típica que a avó portuguesa faz para os netos quando a família lá vai. É comida de conforto para os portugueses.

Apesar de ser muito típico em Portugal, o leite creme é bastante semelhante a outras sobremesas europeias, nomeadamente o créme brûlée e a crema catalana. Existem no entanto algumas diferenças, o leite creme é cozinhado no fogão enquanto que o creme brûlée é feito no forno sobre água. O leite creme é normalmente aromatizado com casca de limão, enquanto que o créme brûlée utiliza vagem de baunilha.

Relativamente ao crema catalana, é um creme da região da Catalunha em Espanha, e diz-se ser muito mais antigo do que o creme brûlée. É também bastante mais parecido na forma de confeccionar ao leite creme.

O Leite creme é servido regularmente em praticamente todos os restaurantes portugueses, pelo que é das sobremesas mais fáceis de experimentar em Portugal. Notem que quando pedir leite creme num restaurante é possível que lhe perguntem que ser com açúcar (queimado), canela ou simples.

#11 Farófias

Farófias é uma sobremesa feita de merengue fofo. As claras são cozinhadas em leite quente, e cobertas com um creme sedoso de gemas e leite. Têm uma textura incrivelmente suave, e quando são servidas ainda quentes são simplesmente divinais.

As farófias são mais típicas da região de Lisboa, apesar de a sua origem ser desconhecida. No entanto, mesmo em Lisboa não é das sobremesas mais fáceis de encontrar. Assim, se descobrir um restaurante que as esteja a servir, aproveite, não vai ter muitas oportunidade de experimentar esta iguaria portuguesa. 

#12 Arroz Doce

O arroz doce é outro clássico da cozinha portuguesa. O arroz doce é feito com arroz carolino, um arroz típico português, semelhante ao arroz arbóreo usado no risotto. O processo de fazer arroz doce é até em tudo semelhante ao de fazer risotto, mas é feito com leite, canela e casca de laranja/limão. O arroz aquecido lentamente com juntando-se o leite gradualmente até ser a absorvido. No final junta-se também gemas de ovo para dar uma sabor ainda mais rico. É normalmente decorado com canela.

O arroz doce é quase como comida de conforto para muitos portugueses, pois faz-nos lembrar de casa e das nossas avós. É uma sobremesa quase obrigatória nos lares portugueses aquando do Natal, mas também aparece regularmente em alguns restaurantes.

As 17 melhores sobremesas de Portugal
Arroz Doce

#13 Aletria 

A aletria é outro clássico das avós portuguesas, e é em alguns aspectos semelhante ao arroz doce. Na aletria substitui-se o arroz por uma massa fina chamada também de aletria. Há que admirar a nossa criatividade, fazemos sobremesas com quase todos os ingredientes. 

Aletria é feita cozinhando os noodles em leite e voos, e aromatizados com casca de limão/laranja. Quando o leite é todo absorvido pelo arroz está feito, só é preciso deixar arrefecer e colocar a habitual canela em pé a decorar.

Existem algumas variações na textura da aletria, dependendo da região de Portugal. No norte, especialmente no Minho, a aletria é mais líquida, enquanto que no centro é mais sólida, o suficiente até para dar para cortar em fatias. Existe também aletria em Espanha.

Esta é uma sobremesa muito antiga, que vem desde o tempo da ocupação muçulmana em Portugal. Portugal (e Espanha) estiveram sob ocupação muçulmana durante séculos, deixando um legado óbvio nas cozinhas de ambos os países, e a aletria é apenas mais um testemunho disso mesmo.

Tal como o arroz doce, a aletria é uma sobremesa muito típica do natal e ano novo em Portugal.

Aletria

#14 Torta de Laranja

A torta de laranja é um bolo em forma de rolo feito de laranja. É uma sobremesa deliciosa e húmida, e ainda mais no Verão quando as laranjas em Portugal são melhores. É outra sobremesa relativamente simples, feita apenas com sumo de laranja, raspas de laranja, ovos, farinha, manteiga e açúcar. As melhores laranjas de Portugal são as do Algarve, pelo que normalmente se tenta usar laranja algarvia para fazer esta sobremesa, tornando-a uma autêntica iguaria. 

Infelizmente este não é dos pratos mais frequentes nos restaurantes habitualmente, pelo menos não tanto quanto devia ser. É também mais típica e mais fácil de encontrar no Algarve. 

guide of Portuguese desserts

#15 Tarte de amêndoa

A tarde de amêndoa é outro clássico da culinária portuguesa. Cozinhado com uma base de farinha de amêndoa, farinha de trigo, leite açúcar e ovos, e com uma crosta de amêndoa e caramelo, é simplesmente divino, especialmente para quem gosta de amêndoas e caramelo.

Além das gemas dos ovos, os doces portugueses utilizam bastante amêndoa e farinha de amêndoa. A razão para isto está na abundância de amendoeiras no interior do país, especialmente em Trás-os-Montes e Douro e Alto Douro.

É possível encontrar tarte tanto em restaurantes como em pastelarias, e é uma excelente opção de sobremesa em Portugal. 

#16 Sericaia

A sericaia é um doce húmido feito com ovos, farinha, leite e canela. Este é um típico doce conventual do Alentejo, e muito particularmente da região de Elvas no alto Alentejo. Tradicionalmente é cozinhado e servido num prato de barro típico e acompanhado com uma deliciosa compota de Elvas.

Apesar de adorado por quase todos os Portugueses, a sericaia é uma prato praticamente apenas presente no Alentejo e em restaurantes alentejanos. É também possível de encontrar em algumas feiras tradicionais de Verão.

As melhores sobremesas de Portugal

#17 Salame de chocolate

O salame de chocolate é uma sobremesa portuguesa e italiana. Bem, a sua origem é claramente italiana, mas os portugueses adoram-no e adoptaram-no completamente, e por isso é também nosso. É um doce muito habitual em festas de anos, especialmente durante os anos 80 e 90. As crianças, em particular, tendem a adorar esta sobremesa. 

O salame de chocolate é feito com cacau, bolacha Maria, ovo, manteiga e açúcar. Junta-se tudo e envolve-se numa forma cilíndrica e coloca-se no frigorífico. Notem que o ovo não é cozinhado, por isso se tiver restrições alimentares relacionados com ovo, talvez seja não seja boa ideia comer.

Normalmente o Salame não é servido em restaurantes, mas é possível de encontrar em supermercados e algumas pastelarias. No entanto, e como em tudo nestas coisas, o melhor é o feito pelas nossas mães!

Sobremesas Portugal - Salame de chocolate
Salame de Chocolate de os comilões – receita no link

Tal como dissemos antes, os Portugueses são “um bocadinho” gulosos, adoramos doces, sobremesas e pasteis. este artigo debruçou-se sobretudo sobre as melhores e mais frequentes sobremesas tanto nos restaurantes como em nossas casas. Veja também este artigo se quiser saber mais sobre doces e pastelaria típica portuguesa. Vai deliciar-se!

Finalmente, veja também também os melhores e mais tradicionais doces de Natal em Portugal. Alguns são bem diferentes, mas são todos bem docinhos!

Sharing is caring!

So glad to see you are interested in Portugal

Want to be the first one to receive the new Portugal stuff?

Enter your email address below and we'll send you the goodies straight to your inbox.

Thank You For Subscribing

This means the world to us!

Spamming is not included! Pinky promise.