PR8 AVV – Trilho da Mistura das Águas e Lagoa dos Druidas

O PR8 AVV – Trilho da Mistura das Águas é um trilho circular (mais ou menos, em baixo explicamos melhor) com cerca de 13 km que vai desde a Casa Florestal do Baleiral até à foz do rio Peneda no rio Laboreiro, passando pela Lagoa dos Druidas, um dos melhores lugares para nadar no Gerês.

Apesar de percorrer uma paisagem lindíssima, de não ser particularmente difícil nem remoto, é um trilho pouco popular e a Lagoa dos Druidas continua a ser um destino com muito pouca gente. Especialmente quando comparado com o Poço Azul, o Poço Verde, ou os Poços Verdes do Sobroso.

Assim, se procura uma caminhada e uma lagoa para visitar no verão no Parque Nacional da Peneda-Gerês, o trilho da mistura de águas e a Lagoa dos Druidas é das melhores opções.

Trilho Mistura das Águas – informação geral

  • Nome: PR8 AVV – Trilho da Mistura das Águas
  • Inicio – Casa Florestal do Baleiral
  • Fim – Casa Florestal do Baleiral
  • Distancia – 13 km
  • Tempo necessário – 4 a 5 horas
  • Dificuldade física – Moderado
  • Dificuldade técnica – Fácil, único ponto mais complicado é acesso à Lagoa dos Druidas
  • Máx/min altitude: 586/368 metros
  • Ganho de altitude: 493 metros
  • Tipo – Parte circular, parte linear, com ida e volta
  • Sinalização (1-5) – 4, se estivemos a falar do trilho. 0 se estivermos a falar da Lagoa dos Druidas
  • Destaques: Rio Peneda e Rio Laboreiro, Lagoa dos Druidas
  • Pode fazer download do panfleto da mistura de águas aqui
Trilho Rota das Dunas - informação geral
Lagoa dos Druidas

Nossa experiência no trilho da mistura de águas

O trilho da Mistura de águas começa junto à Casa Florestal do Baleiral, onde se pode estacionar. Dado que não é um trilho muito concorrido, e há algum espaço, normalmente não é dificil estacionar o carro. O início do trilho está bem indicado, e é fácil de seguir. Começamos com uma descida curta até uma estrada de alcatrão, onde vamos encontrar indicações sobre este trilho e vários outros que por ali passam.

Neste cruzamento de trilho, tanto podemos seguir pela esquerda ou direita para continuarmos a mistura de águas. Pela direita é uma distância mais curta, enquanto pela esquerda vamos dar uma volta um pouco maior.

PR8 AVV - Trilho da Mistura de Águas e Lagoa dos Druidas
PR8 AVV – Trilho da Mistura das Águas

Oficialmente o trilho segue pela esquerda até à ponte do Baleiral, atravessa-a seguindo depois pela margem do rio Peneda durante cerca de 1 km, atravessa-o novamente e vem ter a um novo cruzamento de trilhos. Todo este percurso são cerca de 2.5km, se for pela direita faz apenas cerca de 500 metros até esse novo cruzamento. O percurso mais longo é bastante bonito, mas caso queira poupar cerca de 2km às pernas não perde muito com isso.

Continuando a nossa caminhada encontramos uma nova ponte, agora sobre o rio veiga, temos que a atravessar e começar uma subida curta, mas bem dura até à Aldeia do Tibo. São só cerca de 500 metros, mas vai subir dos 470 metros de altitude até aos 570, ou seja, uma inclinação média de 20%. Seja como for, não se preocupe, é durinho mas faz-se bem, nem que se tenha de parar 1 ou 2 vezes para… tirar fotos.

No final da subida chegamos ao Tibo, e aqui deve ter alguma atenção pois as marcações são um pouco confusas. Existem marcações indicando uma Pequena Rota que desconhecemos e que nos levam a subir a aldeia do Tibo, mas este percurso que estamos a fazer não é por aí.

Trilho Rota das Dunas
Lindíssimo trilho da Mistura das águas

Nós queremos basicamente atravessar a aldeia e seguir por um caminho em terra que ao sair da aldeia começa a descer de forma consistente atravessando campos, matas e sempre com o rio Peneda do nosso lado esquerdo. No Tibo é realmente um pouco confuso, pelo que aconselhamos que leve o percurso no telemóvel para evitar andar para trás e para a frente seguindo marcações de outros trilhos.

Saindo do Tibo, o trilho começa a descer continuamente e consistentemente. No entanto, após pouco mais de 500 metros chegamos a uma bifurcação e aqui temos uma importante decisão a tomar. Ou vamos pela esquerda para a Lagoa dos Druidas; ou pela direita e continuamos no trilho da Mistura de Águas. Infelizmente não existe nenhuma indicação, mas é relativamente fácil perceber que é ali a descida para o rio.

trilho para o Lagoa dos Druidas
Início da descida para a Lagoa dos Druidas – desde muito mais do que parece na fotografia

Pela esquerda para Lagoa dos Druidas, a descida é muito inclinada, perigosa mesmo pelo que só sugerimos que vá por aqui se tiver confiança nas suas capacidades e bom calçado. Nota: Se quer ir à Lagoa dos Druidas veja no ponto abaixo onde explicamos direitinho como ir à Lagoa dos Druidas.

Pela direita não é uma descida muito inclinada nem técnica. Dado que estamos numa zona florestal temos sempre sombras é na realidade muito agradável. Ao longo desta parte do trilho podemos ver a Fraga das Pastorinhas, um afloramento rochoso impressionante, muito apreciado por escaladores.

Como fazer o trilho de mistura de águas
Fraga das Pastorinhas no trilho de mistura das águas

No final da descida, o trilho aproxima-se bastante do rio Peneda e é possivel descer para uma das suas lagoas. Esta é bastante grande, muito agradável e normalmente com muito pouca gente. É uma das lagoas mais desconhecidas do Gerês e com acessos bem fáceis.

Caminhar o trilho mistura de águas
Uma das lagoas do Rio Peneda, são ótimas para nadar

Sempre com o rio Peneda ao nosso lado o trilho continua por mais cerca de um quilómetro até chegarmos à mistura de águas, a foz do Rio Peneda no Rio Laboreiro. É um miradouro muito bonito, com Espanha ali ao lado, do outro lado do rio Laboreiro. O caminho continua depois da Mistura de Águas, mas este trilho acaba ali, por isso temos de voltar por onde viemos.

O percurso de volta acaba por ser um pouco duro pois a subida apesar não ser demasiado inclinada ainda é longa. Mais paragem menos paragem, a subida faz-se bem especialmente depois de uma paragem para um mergulho nas lagoas do rio Peneda.

Mistura de águas
Mistura das águas, a foz do Rio Peneda no Rio Laboreiro

Como ir à Lagoa dos Druidas

Se apenas quiser ir à Lagoa dos Druidas não precisa de fazer o trilho de Mistura de águas completo. Pode e deve começar apenas em Tibo, estacionar o carro na aldeia e procurar as marcas para o trilho da Mistura de Água. Não há qualquer necessidade de fazer o resto do trilho.

A partir do Tibo temos que apanhar um caminho pedonal na parte inferior da aldeia que vai na direção do rio. Apanhando o caminho certo temos que caminhar uns 500 metros até chegar à bifurcação que referimos quando descrevemos o trilho dos Druidas. Ali temos duas opções, ou continuamos no trilho da mistura de águas ou descemos para o Rio.

Descer para o rio é muito mais curto, mas a parte inicial é bem complicada e técnica. A descida é muito escorregadia, e existe risco real de queda. Se não se importar com isso, pode descer com cuidado e seguir esse caminho até ao rio, e depois continuar até um grande rochedo. A fenomenal lagoa dos Druidas fica do doutro lado desse rochedo.

Se continuar pelo trilho da Mistura de águas vai continuar a descer, mas muito mais lentamente e sem qualquer dificuldade técnica. Passados cerca de 2 km, há um pequeno caminho para a esquerda – faz quase um gancho e que desce e volta para trás. Temos de virar neste caminho e seguir sempre até chegar perto do rio. Aí vai encontrar uma pequena saída do trilho em direção ao rio. A Lagoa dos Druidas é aí.

Tudo sobre a lagoa dos Druidas
Uma das lagoas mais bonitas do Geres – Lagoa dos Druidas

É muito importante estar atento pois não existe qualquer indicação. Caso chegue a uma zona onde o trilho fica praticamente à altura do rio, caminhou demais. Tal como referimos anteriormente, existe ali uma outra lagoa muito bonita e agradável, mas não é a Lagoa dos Druidas.

Melhor altura do ano para fazer o trilho da Mistura das águas

O trilho da mistura de águas é óptimo para se fazer na Primavera e no Verão. Na primavera vamos ver os rios com caudais consideráveis, as flores, e tudo muito verde. No entanto ir à água pode ser mais complicado pois pode não estar quente suficiente.

No Verão temos a oportunidade de ir à água, mergulhar nas lagoas e usufruir do calor. De facto, uma grande parte deste trilho é feito na floresta, com bastante sombra pelo que mesmo com sol forte é uma caminhada agradável.

Por último, dado que apesar de ser um dos melhores trilhos do Gerês não é dos mais concorridos podemos perfeitamente fazê-lo no Verão e até no fim de Semana que não corremos o risco que estar sobrelotado. Nem o trilho, nem as as Lagoas.

Assim, na nossa opinião, e ao contrário de outros no Gerês, este é um trilho ideal para ser feito no Verão.

Melhor altura do ano para fazer o trilho da Mistura de águas
O trilho de Mistura de águas tem muitas sombras e por isso é bem agradável fazer no Verão

Quem pode fazer este trilho?

Este é um trilho adequado para qualquer caminhante habituado a fazer trilhos de montanha com dificuldade moderada. Os cerca de 12 km apesar de terem diversas subidas e descidas não são muito duros, nem têm partes técnicas.

Com exceção da zona do Tibo, o trilho está bem marcado, pelo que não grande risco de se perder na Montanha. No entanto, aconselhamos que descarregue o mapa para o telemóvel.

Quem pode fazer o trilho de mistura de águas
Apesar de partes do trilho serem a subir o trilho não é muito inclinado

O que levar?

O trilho da mistura de águas não é muito técnico nem demasiado longo, no entanto aconselhamos que leve:

  • Bastante água (no mínimo 1l por pessoa);
  • Snacks;
  • Calçado de caminhada confortável;
  • Roupa confortável;
  • Roupa de banho, óculos de sol, chapéu e protetor solar no verão;
  • Câmara e telemóvel, pois existem muitas oportunidades para tirar belas fotos. Telemóvel também para ser usado como GPS.
  • Mochila pequena para levar tudo isto;

Como sempre, por favor não faça lixo. Traga tudo o que levar consigo.

Tudo sobre o trilho da mistura de águas
Trilho mistura de águas

Como chegar ao trilho?

O acesso a este trilho é muito fácil, mas apenas pode ser feito com viatura própria. Para iniciar o trilho temos que nos dirigir para Aldeia do Tibo e depois para a casa florestal do Baleiral que fica uns 3 km após Tibo em direção à aldeia da Peneda.

Para chegar ao Tibo, temos de ir para o Soajo e virar em direção à Peneda pela estrada municipal EM530-5. Apesar de apenas 14 km, do Soajo ao Tibo são cerca de 25 minutos – a estrada é boa, mas é uma estrada de montanha.

Dica: Cerca de 2.5 km antes de chegar ao Tibo, temos o Miradouro do Tibo. Aproveita para parar uns minutos pois na nossa opinião é um dos miradouros mais bonitos e acessíveis do Parque Nacional Peneda Gerês.

como chegar ao trilho da mistura de águas

Onde ficar para ir a lagoa dos druidas e mistura das águas?

Este percurso não é muito longo, nem demorado pelo que se faz em cerca de 5 ou 6 horas, dependendo da velocidade de caminhada e quanto tempo queremos ficar nas lagoas. Assim, é perfeitamente possível ficar no Porto ou em Braga e ir fazer este trilho.

Se quiser ficar no Parque Nacional os nos arredores o ideal será ficar no Soajo, na Peneda, ou até em Arcos de Valdevez. Vamos deixar em baixo uma opção para cada um destes lugares:

  • Casas do Cavaleiros Eira – este é o nosso alojamento favorito no Soajo. É um excelente alojamento local, com tudo o que precisa e um excelente pequeno-almoço. Por alguma coisa tem uma nota tão alta no booking. Clique aqui para ver mais informação e marcar.
  • Casas da Peneda – As casas da Peneda são uma excelente opção caso queira ficar na Peneda. É um alojamento agradável com lareira, sala, cozinha equipada, e até um pátio e vistas para lago. Têm também piscina para desfrutar no verão, o que é sem dúvida uma grande vantagem. Clique para marcar e ver fotos.
  • Luna Arcos hotel – é o nosso hotel favorito em Arcos de Valdevez. Além de estar excelentemente localizado, é muito confortável, tem SPA e piscina interior. Por último é uma opção amiga da carteira tendo em conta tudo o que oferece e os seus preços baixos. Clique para ver os preços e marcar.

Se quiser ver mais opções de alojamento no Parque Nacional Peneda Gerês, pode ver aqui o nosso guia.

Sharing is caring!

So glad to see you are interested in Portugal

Want to be the first one to receive the new Portugal stuff?

Enter your email address below and we'll send you the goodies straight to your inbox.

Thank You For Subscribing

This means the world to us!

Spamming is not included! Pinky promise.