Trilho da Preguiça, Geres – PR10 TBR

O trilho da Preguiça PR10 TBR é um dos mais conhecidos e populares do Parque Nacional da Peneda-Gerês. Primeiro porque passa por vários lugares interessantes do parque como as cascatas da Leonte e da Laja, pelo miradouro da Preguiça e pela mata da Preguiça. Segundo porque é relativamente curto e circular, e por isso não demasiado difícil.

Por último, fica perto da Vila do Geres e a caminho da Portela do Homem, a região mais popular do parque, logo é facilmente acessível a muitos dos viajantes. O único problema é que existem lugares limitados para estacionar na zona.

Existem várias variantes do trilho da preguiça, que basicamente consistem em atalhos do trilho maior de 5.5 Km. Aqui vamos descrever o trilho completo com 5.5 km mas indicaremos também onde surgem os atalhos para que possa escolher o trilho que quer fazer.

trilho da Preguiça PR10 TBR no Gerês
trilho da Preguiça PR10 TBR no Gerês

Trilho da Preguiça – Informação Geral

  • Nome – Trilho da Preguiça – PR10 TBR
  • Início – Casa da Preguiça
  • Fim – Casa da Preguiça
  • Distância – 5.5 Km
  • Tempo – Cerca de 2 horas
  • Dificuldade – Moderada
  • Max/min altitude: 850/670 metros
  • Altitude gain: 370 metros
  • Type – Circular
  • Signalization (1-5) – 5
  • Highlights: Cascata de Leonte, Cascata da Laja, Miradouro da Preguiça
  • Pode fazer o download do panfleto oficial aqui
Como fazer o trilho da preguiça
Trilho da Preguiça – PR10 TBR

Trilho da Preguiça

O trilho começa junto à casa da preguiça, que é uma das antigas casas dos guardas do parque nacional. Dado que não há propriamente um parque de estacionamento terá de estacionar na berma da estrada, entre a casa e o miradouro da preguiça. Notem que não é permitido estacionar dentro da propriedade da casa da preguiça.

Da casa da preguiça ao Miradouro são 50/100 metros, sugerimos que inicie o trilho indo ao Miradouro pois quando chegar vai estar cansado e possivelmente com menos vontade de lá ir. Este é um um melhores miradouros do Gerês, com vista fabulosa sobre o vale do rio Gerês e a albufeira da barragem da Caniçada.

Tudo o que deve saber sobre o Trilho da Preguiça no Gerês - vista do Miradoura da Preguiça
Miradouro da preguiça

Do miradouro, tem de descer de volta e seguir pelo trilho do lado esquerdo. Está bem indicado, e até tem uma placa com informação geral do percurso. Não tem como falhar. O percurso inicia-se com uma descida durante alguns metros e depois uma fase mais ou menos plana, mas não se habituem muito, porque logo de seguida vem a parte mais dura do trilho.

Durante quase um km é sempre a subir, e sobe bem. Aproveitem para tirar fotos! Primeiro porque é bonito, segundo porque é uma boa desculpa para ganhar fôlego. Eventualmente, e após cruzar um pequeno curso de água temos uma primeira bifurcação. Ali pode-se escolher entre continuar a subir ou virar a esquerda e descer. Se decidir descer apanha um atalho, tornando a percurso um pouco mais curto e menos duro. Se continuar a subir é recompensado com um miradouro com vista incrível sobre o rectilíneo vale do rio Gerês.

Miradouro no trilho da preguiça
Vista quando chega ao ponto mais alto do trilho

Depois do miradouro o trilho começa a descer e assim continua por cerca de meio km até chegarmos à estrada nacional, atravessamos a estrada e continuamos a descer até chegar à ponte de madeira sobre o rio Geres. Durante esta parte do percurso existe uma alternativa de virar à esquerda em direcção ao ponto partida, ou continuar em frente em direcção à Cascata de Leonte. Esta parte do percurso é linear, ou seja, quando chegar a cascata terá de voltar atrás pelo mesmo caminho para virar neste mesmo ponto. Assim, a decisão é se quer ou não ir à Cascata de Leonte.

Seguindo em frente, o percurso eventualmente começa a subir ligeiramente durante cerca de 500 metros. Notem que a Cascata de Leonte não é muito grande. Além disto, o rio seca completamente durante períodos mais secos. Como dissemos anteriormente, depois da Cascata temos de voltar para trás pelo mesmo percurso, virando então à direita no local que referimos anteriormente.

Veja aqui as 7 melhores cascatas do Gerês

Cascata de Leonte no trilho da Preguiça
Cascata de Leonte completamente seca no Verão

A partir da cascata, e durante cerca 1.2Km o percurso é sempre a descer, com algumas zonas planas pelo meio. É aqui que vamos encontrar a segunda cascata deste percurso, a cascata da Laja. É uma cascata bem bonita, com uma ponte em madeira ao lado. Mais uma vez, esta cascata no verão tem muito pouco volume, podendo mesmo secar em períodos de grande seca. É ainda assim, uma queda maior que a de Leonte pela nossa experiência, demora mais tempo a secar.

Depois da cascata continua-se a descer até junto do rio Gerês. Esta zona é bem bonita, com floresta de carvalhal bem densa. Os últimos 200 metros do percurso são sempre a subir até ao miradouro inicial. É bastante inclinado, mas como são só 200 metros faz-se bem.

Cascata da laja no Trilho da Preguiça
Cascata da Laja no Verão

Quando fazer o trilho da preguiça?

Este é um excelente exemplo de um trilho que pode ser feito todo o ano. Dada a localização em alguma altitude, e os longos períodos de sombra é um bom trilho para se fazer no Verão.

Por outro lado, desaconselhamos que o faça com chuva. O chão em pedra pode tornar-se bem escorregadio, e algumas fortes inclinações tornam-no bastante perigoso. Assim, tenha especial atenção no Inverno quando a humidade pode durante durante vários dias.

É possível fazer em família?

A distancia relativamente curta deste percurso pedestre convida a que seja feito por famílias. No entanto, quando estiver a planear este trilho note que as diferenças de altitude ainda são relevantes, especialmente para idosos e pessoas com dificuldades de mobilidade. Com tempo, penso que é possível quase toda a gente fazê-lo mas ainda tem fases duras.

Relativamente a levar crianças, não vemos qualquer problema nisso, desde que não sejam crianças de colo. A última vez que o fizemos estava uma família com uma criança de 3/4 anos a fazer, e pareciam confortável. Será claro mais lento, mas qual é a pressa?

ponte de madeira no trilho da preguiça
Ponte de madeira sobre o rio Geres

O que levar?

Este é um trilho bastante curto, mas que ainda demora algum tempo a fazer, sobretudo devido à dura subida inicial, e às paragens obrigatórias nos miradouros e cascatas. Ainda assim aconselhamos que leve:

  • Alguma água, cerca de 1l por pessoa será suficiente, dado que não é trilho muito longo;
  • Snacks para comer durante o trilho;
  • Calçado confortável para a caminhada – não aconselhamos o uso de chinelos;
  • Roupa confortável;
  • Impermeável de Inverno;
  • Óculos de sol, chapéu e protector solar quando está sol;
  • Máquina fotográfica ou smartphone para tirar uma fotos;
  • Mochila pequena para levar tudo o que está acima;

Como sempre, por favor não faça lixo no parque. Traga consigo tudo o que levar.

Como ir para o trilho da preguiça?

Este é um trilho de muito fácil acesso pois o inicio/fim fica mesmo junto à estrada N308-1. Esta N308-1 é a estrada principal que vai da vila do Gerês para a portela do homem. O inicio do trilho fica mesmo junto à casa da preguiça pelo que é muito fácil de encontrar, o maior problema poderá ser estacionar, pois não há parque e tem espaço disponível muito limitado.

Como  ir para o trilho da preguiça?
Tem que se atravessar a estrada N308-1 para prosseguir no trilho

Onde ficar para fazer o trilho da preguiça?

O trilho da preguiça fica bem no centro do Gerês, pelo que qualquer alojamento nesta zona central do parque está bem localizado. No entanto, a melhor zona para ficar bem perto do trilho é claramente a vila do Gerês. Apesar de não ser uma das nossas aldeias favoritas do Gerês, é um local bastante turístico e com imensas opções de alojamento e de restauração. Veja em baixo no mapa.

Booking.com

Pin

trilho da Preguiça, Geres - PR10 TBR
trilho da Preguiça, Geres - PR10 TBR

Sharing is caring!

shares