O que visitar em Guimarães? 13 Sugestões a não perder

“Aqui nasceu Portugal”! Esta frase gravada nas muralhas de Guimarães reflecte a longa e orgulhosa história da cidade. Neste artigo vamos explorar o que visitar em Guimarães, os lugares, as ruas por onde caminhar e as melhores coisas para fazer na cidade.

Guimarães foi a primeira capital portuguesa (do Condado Portucalense) e onde D. Afonso Henriques venceu a batalha de S. Mamede contra a sua mãe. Este é considerado um dos momentos fulcrais para a independência de Portugal. Foi também a partir de Guimarães que a reconquista portuguesa foi construída, antes da mudança da capital para Coimbra (para o actual Paço das Escolas)

Em 2001, o centro histórico de Guimarães foi declarado património mundial pela UNESCO reconhecendo a importância de Guimarães na história portuguesa e mundial. Tal como diz a própria UNESCO, Guimarães é “um exemplo excepcionalmente bem preservado e autentico da evolução de uma aldeia medieval numa cidade moderna, a tipologia dos seus edifícios exemplificam o desenvolvimento da arquitectura portuguesa desde o século XV ao XIX através da utilização consistente de materiais e técnicas de construção tradicionais”.

Em 2012 Guimarães foi a capital europeia da cultura, acrescentando assim um lado criativo à cidade, para além da relevância histórica e cultural.

o que visitar em Guimarães
Estátua de D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal

O que visitar em Guimarães

#1 Castelo de Guimarães

O castelo de Guimarães é onde tudo começou… e quando se visita sente-se no ar. Foi um dos lugares fundamentais na luta pela independência e nos primeiros séculos da existência de Portugal e do condado portucalense.

Construído no século X para defender a população de ataques Vikings e muçulmanos, foi mais tarde expandido várias vezes até se tornar num dos maiores monumentos em Portugal. Foi abandonado durante séculos, depois da invenção dos canhões, mas no século XX foi restaurado para o seu estado actual.

Além de ser um dos castelos mais importantes do país, é também um dos mais impressionantes e bem preservados. Não se esqueça de subir as fortificações e apreciar a vista para a cidade e redondezas.

  • Preço: 2 euros (grátis no primeiro domingo de cada mês e para crianças com menos de 12 anos)
  • Horário: aberto todos os dias entre as 10:00 e as 18:00
o que fazer em Guimarães
Explorar o Castelo é umas das melhores coisas a fazer em Guimarães

#2 Ir ao Paço dos duques de Bragança

O Paço dos duques de Bragança é uma majestosa casa senhorial do século XV localizada mesmo ao lado do castelo, e acima do centro histórico. Algumas pessoas afirmam que este é o monumento mais impressionante de Guimarães, ainda mais imponente que o Castelo.

As características mais notáveis do Paço Ducal são as 16 chaminés em tijolo que se erguem no exterior do telhado e os belos pátios com galerias e arcos góticos pontiagudos no lado de dentro.

Apesar de se ter deteriorado durante séculos após ser abandonada pelos donos, foi completamente restaurada durante o século XX, e é actualmente um museu e a residência oficial do Presidente da Republica no norte do país.

Vale bem a pena visitar o interior do Paço pois este tem bastantes artefactos da época dos descobrimentos, bem como mobília, cerâmicas, tapeçarias, e armas antigas.

  • Preço: 5 Euros (grátis no primeiro domingo de cada mês e para crianças com menos de 12 anos)
  • Horário: aberto todos os dias entre as 10:00 e as 18:00
O que ver em Guimarães
Paço dos duques de Bragança em Guimarães

#3 Passeie pelo centro histórico

Apesar de ter dois monumentos de nível internacional (o Paço ducal e o castelo), na nossa opinião a maior atracção de Guimarães é mesmo o seu centro histórico. Este tem a capacidade de levar-nos atrás no tempo com suas varandas de ferro, casas de granito, arcadas e passagens. Mais do que ser uma cidade com grandes monumentos, Guimarães tem um centro medieval lindamente preservado e é ao mesmo tempo uma cidade animada, divertida e totalmente funcional. Sem dúvida o melhor de dois mundos!

Guimarães tem várias praças lindíssimas, com esplanadas agradáveis, hotels interessantes e restaurantes de qualidade. Além do mais, Guimarães é uma cidade universitária, emprestando também um lado irreverente e jovial à cidade.

Vaguear por Guimarães é sempre agradável, e todo o centro histórico medieval vale a pena uma visita, mas há algumas ruas, praças e coisas para ver aos quais devemos prestar especial atenção. Vamos explicar alguns destes em baixo.

onde ir em Guimarães
Centro histórico medieval

#4 Largo da Oliveira e Padrão do Salado

O Largo da Oliveira é o coração do centro histórico. Esta é uma praça cheia de charme com bonitos edifícios a toda a volta. Temos antigas casas em pedra com varandas, a Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, a antiga câmara municipal, e diversos cafés com esplanada onde se pode descansar e desfrutar das vistas.

Na praça encontramos também o Padrão do Salado – um monumento gótico do século XIV com quatro arcos e uma cruz no interior. Foi mandado construir por Afonso IV parar comemorar a vitória na batalha do Salado em 1340.

Guimarães o que visitar
Largo da Oliveira, uma dos locais a visitar em Guimarães

#5 Igreja de Nossa Senhora da Oliveira

Esta é uma das mais impressionantes igrejas góticas em Portugal. Apesar das suas origens virem do século X, o edifício actual foi construído “apenas” no século XV. O interior é também interessante, com ornamentação num estilo barroco. Este é um monumento que vale bem pena visitar, até porque está mesmo central e vai concerteza por lá passar.

#6 Antigos Paços do Concelho

Os antigos Paços do Concelho é um edifício muito interessante e quase único situado no Largo da Oliveira. A principal característica dos Antigos Paços dos Concelho são os arcos na parte inferior que se podem atravessar, dando uma sensação bem diferente.

Atravessando os arcos e o edifício, temos do outro lado o largo de Santiago, que é quase tão bonita como o largo da oliveira.

Guimaraes o que fazer
Antigos Paços do Concelho

#7 Largo de Santiago

Tal como dissemos acima, o Largo de Santiago é de certa forma semelhante ao Largo da Oliveira, com as suas casas antigas de pedra, os cafés e restaurantes com esplanadas onde se pode observar o mundo a girar e talvez saborear um prato de comida portuguesa.

#8 Rua de Santa Maria

A Rua de Santa Maria atravessa o centro histórico de norte a sul, ligando-o ao castelo. É a principal rua de Guimarães e uma das mais antigas e mais bonitas, o que é significativo se nos lembrarmos que estamos numa cidade conhecida pelas suas bonitas ruas.

Devido à típica arquitectura antiga, ao caminhar pela rua de Santa Maria, sentimo-nos de volta ao tempo medieval, no entanto esta é uma rua com imensas lojas e restaurantes de qualidade.

#9 Largo do Toural

Largo do Toural está situado num dos extremos do centro histórico de Guimarães. Tal como é habitual em Guimarães, o largo está rodeado por belíssimas casas antigas, mas no Largo do Toural muitas delas têm o típico azulejo português, e por isso este largo tem um aspecto ligeiramente diferente.

É neste largo que se encontra o famoso letreiro “Aqui nasceu Portugal” que mencionamos no inicio.

Guimarães o que ver
Largo do Toural – um dos locais a visitar em Guimarães

#10 Igreja de Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos

Esta é uma igreja muito pouco usual pois mistura vários estilos arquitectónico, criando uma edifício bem diferente do habitual. São estilos que normalmente não se vê juntos, e não deveriam ligar muito bem, mas a verdade é que de certa forma funciona, e cria um monumento memorável e que chama a atenção.

Guimarães onde ir
Igreja de Nossa Senhora da Consolação

#11 Subir ao Monte da Penha

Tal como muitas outras cidades e vilas do norte de Portugal, Guimarães também tem um santuário muito próximo do centro. O Santuário da Penha no monte da Penha, é o Santuário de Guimarães e fica a menos de 6 km do centro, sendo muito fácil lá ir de carro, usando o teleférico ou até caminhando, se tiver energia para isso. Notem que demora algum tempo e é uma subida bem durinha.

O teleférico de Guimarães / Penha tem uma dimensão de 1.7 km e sobe à volta de 400 metros em cerca de 10 minutos. Além de ser uma experiência divertida (como são quase todos os teleférico), proporciona vistas agradáveis para a cidade e para o Monte.

#12 Explorar o santuário e parque da Penha

O Santuário da Penha é um pouco diferente de muitos outros em Portugal, pois é bastante recente. Foi construído entre 1930 e 1947 por Marques da Silva num estilo Art Deco, e é um monumento de beleza singular e valor arquitectónico único.

O santuário é talvez a razão para a área se ter tornado tão popular, mas a verdade é que a Penha actualmente é bastante mais que apenas o santuário. É um belíssimo parque com diversos trilhos no meio de enormes penedos cobertos de musgo, e uma floresta densa. é o local ideal para se fazer um picnic de família. Dado que fica no ponto mais elevado da região é também um local de onde se pode observar as melhores vistas de Guimarães.

A entrada no parque e no santuário são grátis.

Guimarães guia de viagem
Santuário da Penha

#14 Citânia de Briteiros

Este é o local a visitar em Guimarães mais longe do centro, mas mesmo assim fica a apenas 14 km, no monte São Romão. Se estiver a viajar de carro é bastante fácil lá ir, caso contrário é bem mais complicados e nem aconselhamos a que o faça.

A Citânia de Briteiros é um dos mais importantes locais da cultura castrense da península ibérica. Esta aldeia sobreviveu desde cerca do ano 2000 AC, e impressiona pela sua dimensão, pela sua planta urbana e arquitectura desenvolvida, que inclui muralhas defensivas, locais públicos, Casas de banhos, e imensas casas particulares.

Caminhar pela Citânia de Briteiros é uma experiência bem agradável, perfeita para aqueles dia solarengos em que se pode fazer uma piquenique, visitar as ruínas e desfrutar das vistas.

Guia de Viagem a Guimarães
Citânia de Briteiros

O que comer em Guimarães

Tal como em quase todas as cidades nortenhas, Guimarães é um bom lugar para se saborear boa comida. A Comida típica de Guimarães é comida minhota e como tal os pratos são normalmente pesados, com sabores fortes e quantidades generosas.

Algumas das especialidades que aconselhamos comer em Guimarães incluem Cabrito Assado, Arroz pica no chão, rojões, e vários pratos de Bacalhau.

Guimarães é também conhecida pela sua doçaria conventual, e não será fácil resistir aos doces que se vê nas melhores pastelarias da cidade como o Toucinho do Céu, as Tortas de Guimarães e as Douradinhas.

Como visitar Guimarães

Guimarães é um destino muito fácil de visitar, seja de carro, comboio ou autocarro. O mais fácil é mesmo de carro, pois dá mais liberdade de horário e pode ir onde quiser, quando quiser. No entanto, tanto os comboios como os autocarros são boas opções para visitar Guimarães pois são rápidos, e existem a toda hora a partir do Porto.

De Carro

Do Porto a Guimarães são apenas 55km e demora cerca de 45 minutos, pelo que é simples e rápido. Para chegar a Guimarães precisa de apanhar a A3, e depois mudar para a A7. Em Guimarães não é fácil estacionar no centro histórico, pelo que aconselhamos que deixe o carro um pouco fora; por outro lado, é muito fácil e grátis estacionar junto ao Castelo e pode sempre caminhar para a cidade. É o que costumamos fazer.

Viajar em Guimarães
Interior do Paço dos duques de Bragança

De Comboio

Caso não tenha ou queira usar carro, ir de comboio é uma excelente opção pois existe um comboio directo do Porto a Guimarães que demora cerca de 1h10. Pode-se apanhar o comboio em S. Bento ou Campanhã e sair directamente na estação de Guimarães que fica razoavelmente perto do centro histórico. Existem bastantes comboios durante o dia, todos os dias.

De Autocarro

Existem também diversos autocarros entre Porto e Guimarães durante o dia. Estes demoram entre 1h e 1h30 dependendo da rota do autocarro. Normalmente partem do Campo 24 de Agosto e vão até à estação principal de Guimarães, que fica a menos de 500 metros do centro histórico.

Melhor altura do ano para ir a Guimarães

O norte de Portugal, onde fica Guimarães, tem temperaturas mais baixas e chove muito mais que no sul. Assim, aconselhamos que visite Guimarães na Primavera ou no Verão (e talvez no inicio de Outono). Esta é a época alta e média para viajar em Portugal, pelo que tudo está aberto, e há mais turistas.

Apesar de ser um destino excelente, Guimarães não é um local excessivamente turístico pelo que não é algo com que precise de ser preocupar. A excepção será talvez durante os fins de semana e festividades locais.

Sharing is caring!

shares