O que visitar em Vila do Conde? 12 Coisas que não pode perder

Situada na foz do rio Ave, a apenas 25 km do Porto, Vila do Conde tem um património arquitectónico invejável e algumas das melhores praias da zona norte de Portugal. Seja numa escapadinha de um dia, de fim de semana, ou numas férias, Vila do conde é o destino ideal no Norte de Portugal para quem quer praia e cultura numa cidade com um ambiente relaxado.

Vila do Conde é também uma das principais paragens do Caminho Português da caminho de Santiago de Compostela. É muito habitual ver-se peregrinos a visitar a cidade, e a usufruir do que esta tem para oferecer. Existem vários albergues de peregrinos, para quem estiver interessado em viajar dessa forma.

Por estas e outras razões Vila do Conde é um dos destinos de praia e férias favoritos de muitos portugueses, especialmente do Porto e restante região Norte. No entanto, é muitas vezes esquecida por visitantes estrangeiros e até por portugueses do centro e sul. Assim, vamos explorar o que visitar em Vila do Conde, indicando tudo o que não pode perder, o que comer e onde ficar.

O que visitar em Vila do Conde

#1 Praias de Vila do Conde

As praias são a principal razão para Vila do Conde se ter tornado um destino de férias tão popular em Portugal. De facto, temos em Vila do Conde algumas das melhores praias da região norte, com areia fina, água límpida e bastante ondulação. Algumas das praias, nomeadamente as urbanas têm bastantes conjuntos de rochas que maré baixa criam pequenas baías e lagos, óptimos para as crianças (e não só) brincarem.

Uma das nossas características favoritas das praias da cidade de Vila do Conde é o não existirem prédios grandes junto à praia, pelo contrário existe até uma pequena zona dunar ao longo da Praia Azul. Historicamente a cidade não cresceu em cima da praia, e isto cria um ambiente sempre bastante relaxado, dando a sensação de não se estar no meio da confusão, mesmo quando estão bastante cheias.

Os pontos negativos das praias de Vila do Conde são o vento e a temperatura da água. De facto, mesmo no verão as temperaturas médias da água do mar é sempre bastante baixo, raramente passando os 18º. Além do mais, é habitual haver um vento de norte frio que quando é demasiado forte torna as idas à praia menos agradáveis. É a infame nortada. Notem que estas são características de todas as praias da região norte de Portugal.

O que visitar em Vila do Conde?
Praia da Ladeira em Vila do Conde – uma das praias da minha infância

#2 Igreja matriz de Vila do Conde

Construída no século XVI, a Igreja matriz (Igreja de São João Baptista) é um dos ex-libris da cidade de Vila do Conde e um dos mais significativos monumentos de arte manuelina em Portugal, e com elementos de estilo gótico e renascentista. Fica mesmo no centro histórico de vila do conde, na Praça Vasco da Gama, em frente aos Paços do Concelho.

Os dois elementos exteriores que mais nos chamam à atenção são o portal manuelino e a torre sineira. Enquanto que o portal está ricamente decorado com detalhes fabulosos nos relevos trabalhados na pedra e nos pináculos góticos, a imponente torre sineira destaca-se pela dimensão e ausência de ornamentação. Esta dicotomia de estilos dá um certo charme ao edifício.

O interior foi construído em cruz latina com três naves separadas por colunas e arcos de volta perfeita. O retábulo barroco de talha dourada é provavelmente o ponto alto deste interior majestoso.

#3 Paços dos Concelho e Pelourinho

Tal como referimos, os Paços do Concelho de Vila do Conde ficam mesmo em frente da igreja Matriz, a igreja de S. João Baptista na praça Vasco da Gama. É um edifício antigo, do século XVI, onde se destacam os 3 bonitos arcos e a escadaria que dá acesso à Sala das Sessões e a imponente tribuna de talha dourada no interior. Os Paços de Vila do Conde detêm o curioso recorde de serem os mais antigos ainda em actividade em Portugal.

O Pelourinho mesmo em frente ao edifício da Câmara é da mesma época e traduz a autonomia administrativa concedida por foral de D. Manuel I. Este é um monumento curioso pois o fuste é torcido em forma de corda, ao estilo manuelino, na por cima tem um braço com uma espada.

12 Coisas que não pode perder em Vila do Conde
Pelourinho e edifício da Câmara

#4 Convento de Santa Clara

O Convento de Santa Clara é o monumento mais marcante da cidade. Não pode ser o mais bonito, mas pela sua dimensão e localização numa colina junto ao Rio Ave. De facto, ao chegar a Vila do Conde pelo sul é impossível não apreciar a dimensão do edifício construído no século XVIII.

O convento de Santa clara foi fundado em 1318 como um convento feminino e extinto no século XIX. Grande parte do monumental edifício actual foi construída no século XVIII, mas depois de várias funções no século XX foi abandonado em 2002. Actualmente está prevista a remodelação total e a transformação num hotel de luxo.

Não é possível entrar no edifício, mas devemos notar que junto ao mesmo tem um miradouro para a cidade, e para a foz do rio ave espectacular. Por outro lado, é possível apreciar o mesmo a partir da zona ribeirinha, por exemplo junto à Nau Quinhentista.

Atracções de Vila do Conde
Convento de Santa Clara

#5 Igreja de Santa Clara

A igreja de Santa Clara fica mesmo lado do convento, pois fazia parte do convento, quando este estava em funcionamento. Construída entre o século XIV e século XVI num estilo gótico-manuelino, é considerada um exemplo fundamental do gótico português. Uma vez que a construção foi demorada, foram sendo adicionados elementos manuelinos, barrocos e rococó.

Arquitectónica a igreja apresenta diversos motivos de interesse como a grande rosácea na fachada poente, as ameias no topo (com apenas função decorativa), e o enorme transepto. No entanto o maior destaque vai para as arcas tumulares dos fundadores pois são dos túmulos mais bonitos do país. Vale a pena entrar na igreja só para ver estes túmulos.

O que fazer em Vila do Conde
Procura o que Visitar em Vila do conde? Não se esqueça de entrar na Igreja de Santa Clara

#6 Aqueduto de Santa Clara

O terceiro monumento desta zona de Vila do Conde é o Aqueduto de Santa Clara, construído no século XVIII para levar água desde Terroso, Povoa de Varzim, até ao convento. Esta é uma obra espantosa pois teria inicialmente 999 arcos, e mais de 5 km de comprimento – o segundo aqueduto mais extenso de Portugal. Infelizmente alguns dos arcos do aqueduto foram destruídos com o abandono e passar do tempo.

A parte mais impressionando do Aqueduto é a zona final junto ao convento de santa clara, pois é onde os arcos são maiores e estão em melhor estado. Toda essa zona é bastante bonita, e não suficientemente explorada. Notar também que na parte do aqueduto que passa junto ao estádio (chamado dos arcos por isso mesmo) é também bastante bonita. Para quem tiver tempo, vale a pena caminhar ao longo do aqueduto, desde o Convento ao Estádio.

Curiosidade: A National Geographic Espanha, considerou há alguns anos, o Aqueduto de Vila do Conde o 4º mais bonito do mundo, apenas atrás Pont du Gard em França e dos aquedutos de Segóvia e dos Milagres em Mérida, Espanha.

Actividades para fazer em Vila do Conde
Aqueduto de Santa Clara – o que visitar em Vila do Conde

#7 Alfândega Régia – Museu de Construção Naval

O Museu da Construção Naval fica em plena zona ribeirinha de Vila do Conde, em frente à Nau Quinhentista no antigo edifício da Alfândega Régia. O rio e as bonitas casas históricas tornam toda esta zona muito agradável durante o dia, enquanto que à noite é bastante animada com imensos restaurantes e esplanadas.

O edifício da Alfândega Régia é originalmente do século XV, foi expandido durante o século XVIII para acomodar o aumento do comércio internacional mas foi abandonado durante o século XX. Após ser completamente reabilitado foi reconvertido num interessante museu com três áreas de intervenção diferentes:

  • Navegação Portuguesa, com claro enfoque no papel de Vila do conde;
  • História da Alfandega régia;
  • História da construção naval de Vila do conde;
Visitar em Vila do Conde
Alfândega Régia – Museu de Construção Naval

#8 Nau Quinhentista

No rio, em frente à Alfandega Régia temos a Nau Quinhentista. Apesar de estar fundeada apenas desde 2007, já faz parte da cidade e da sua história- pelo menos não consigo imaginar passear à beira rio e não estar lá a Nau construída nos estaleiros de Vila do Conde.

Com 27,50 metros de comprimento, 7,70 de largura, 4,75 de altura, um peso de cerca de 300 toneladas e 180 de carga, é um monumento impressionante e marcante. Apesar disto não deixe de visitar o seu interior pois tem ainda mais para oferecer. Lá observa-se reproduções do que era a vida a bordo, os aposentos dos tripulantes, o armazenamento das mercadorias, material cartográfico e instrumentos de navegação e até peças de artilharia.

Ver a Nau do exterior é grátis, mas para entrar temos que comprar bilhete de 1 Euro na Alfandega Régia. Vale bem a pena pois além de ser uma visita divertida acaba por ser interessante ver ao vivo e em tamanho real como era o mundo dos navegadores portugueses no século XVI.

Principais coisas para fazer em Vila do Conde
O que visitar em Vila do Conde? A Nau Quinhentista e o convento de Santa Clara

#9 Forte de S. João Baptista

Situado na foz do Rio Ave, o Forte de São João Baptista, ou o Castelo como é muitas vezes referido, foi construído durante o século XVI para protecção de Vila do Conde e da sua barra. É uma fortaleza com 5 baluartes, dos quais 3 têm guaritas. A sua localização junto ao rio e à praia tornam-na num dos pontos de referência da cidade.

Depois de ser abandonado durante algumas dezenas de anos, o “castelo” foi reabilitado para ser uma unidade hoteleira de luxo (com apenas 8 quartos) e restaurantes, e mais tarde uma discoteca.

O que fazer em Vila do Conde
Forte de S. João Baptista e praia da Sra. da Guia

#10 Capela de Nossa Senhora da Guia

Junto ao forte temos a pequenina capela de Nossa senhora da Guia. No entanto, este singelo monumento esconde um longo passado, pois esta já é referida em documentos do século XI, ainda antes da independência de Portugal. Temos no entanto de referir que pouco restará dessa capela original, pois a sua localização é dada a imenso desgaste dos elementos.

Uma visita ao interior revela um tecto em caixotões de madeira, pintado com cenas bíblicas, mas sobretudo os bonitos azulejos das paredes da nave e capela-mor, dos séculos XVII e XVIII. Acredita-se também que o arco da capela mor possa ter sido a entrada principal da ermida original, no entanto o restante edifício será do século XVII.

Melhores coisas para fazer em Vila do Conde
Capela de Nossa Senhora da Guia num dia de Inverno

#11 Passadiços de Vila do Conde

Apesar de não serem tão famosos como os passadiços do Paiva ou do Sistelo, os passadiços de Vila do Conde são bem mais antigos e também muito bonitos. Estes passadiços (também chamados de Ecovia do Litoral Sul) seguem ao longo da costa desde a Azurara na margem sul do Rio Ave, até ao rio Onda na “fronteira com Matosinhos”.

Este percurso segue ao longo da praia, em zonas dunares, de areia, sempre com vistas deslumbrantes para o mar. Nele temos de destacar a reserva ornitológica do Mindelo pois é especialmente agradável, as passagens pelas aldeias típicas de Mindelo e Vila Chã, e quase no final a Praia e Castro de S. Paio de que falaremos em baixo.

Este percurso tem quase 9 km, dos quais cerca de seis são em passadiços. Estes passadiços são partilhados por caminhantes e ciclistas, o que significa que todo o percurso pode também ser feito de bicicleta. Para quem gosta de caminhadas ou percursos de bicicleta, esta é uma actividade a não perder em Vila do Conde.

Visitar Vila do Conde
Passadiços de Vila do Conde

#12 Praia e Castro de S. Paio

Tal como referimos acima, a praia e o Castro de S. Paio é provavelmente o ponto alto dos passadiços de Vila do Conde. Descoberto apenas nos anos 50 do século passado, o Castro de São Paio é o único Castro Marítimo presente em território Português.

Apesar de ter sido bastante destruído, este povoado da idade do ferro ainda conserva ruínas de algumas construções habitacionais (com placas interpretativas) e indícios pré-históricos de elevado interesse, como as gravuras dos Penedos Amoladoiros. Por exemplo junto ao marco geodésico temos uma outra gravura, que se assemelha a uma runa usada no alfabeto da escrita pré-germânica e que comprava a passagem dos Normandos neste local.

Além do interesse histórico e cultural do Castro de São Paio, o afloramento rochoso de São Paio cria uma paisagem belíssima com as rochas entrando sobre o mar e pequenas praias de areia mais protegidas do vento e das ondas estas prainhas, além de terem uma beleza invulgar, são especialmente agradáveis para crianças e banhos de sol.

A praia e Castro de São Paio têm um Centro de Interpretação que nos permite aprender um pouco mais sobre esta área e um restaurante com esplanada onde se pode retemperar as forças.

Melhores coisas de Vila do Conde
Praia de S. Paio

Onde comer em Vila do Conde?

Como cidade turística que é, Vila do Conde tem bastantes restaurantes, cafés e esplanadas muito agradáveis e tem sobretudo bons restaurantes para comer peixe fresco, e por isso as nossas sugestões em Vila do conde é aproveitar a proximidade do mar e comer delicioso peixe grelhado.

Em termos de restaurantes, a nossa sugestão principal vai para o Restaurante Senhora da Guia, pois combina uma localização fabulosa sobre a praia, junto ao forte e à Capela, com peixe fresco grelhado a preços razoáveis.

Outro restaurante excelente para comer peixe é o Cangalho, que fica perto da Nau Quinhentista. Este é um restaurante mais caro, mas é muitas vezes considerado o melhor restaurante de peixe da cidade. Para quem quiser um restaurante fora da cidade, o Salitre em Vila Chã, é o nosso restaurante favorito no Concelho de Vila do Conde.

Além do peixe temos de referir que existência de um importante convento em Vila do Conde, faz com que exista uma história de doces conventuais. Infelizmente, essa tradição perdeu-se quase completamente e muitas das receitas perderam-se. O único doce típico de vila do conde que ainda aparece é o pastel de santa clara, que é bastante semelhante a um pastel de nata, mas com um creme ligeiramente diferente (mais avermelhado) e uma crosta de açúcar por cima.

Atracções turísticas de Vila do Conde
Vista da cidade de Vila do Conde, a partir do Convento de Santa Clara

Onde ficar em Vila do Conde

Apesar de ser uma cidade de praia muito popular, Vila do Conde não tem uma oferta de hotéis muito grande. Isto acontece porque muitos dos turistas de Vila do Conde são portugueses de cidades relativamente próximas e vêm apenas um dia, e os que ficam tendem a alugar um quarto ou apartamento para as férias. Ainda assim, podemos sugerir algumas boas opções de alojamento.

Villa C Boutique Hotel – Design Hotels

O Villa C é provavelmente o melhor hotel de Vila do Conde actualmente. É um hotel quatro estrelas, com Spa, ginásio, restaurante e bar. É um hotel que oferece bastante conforto. No entanto, fica fora do centro histórico, e do outro lado do rio Ave. Fica também relativamente longe da praia, mas ainda perfeitamente possível de lá ir a pé.

Clique aqui para ver mais informações

Hotel Brazão

O Hotel Brazão foi recentemente renovado, e por isso é agora bastante moderno e de qualidade. Tem a grande vantagem de ficar no centro da cidade, perto de praticamente todas as atracções, dos restaurantes e bares. Apesar disto, ainda fica a cerca de 1 km da praia, pois o centro histórico de Vila do Conde não é junto ao mar. Seja como for é uma caminhada agradável, e dá para conhecer melhor a cidade.

Clique aqui para marcar a sua estadia no Hotel Brazão

Rua de São Bento n.123

Caso prefira alugar um apartamento o Rua de São Bento n.123 (que fica exactamente aí), é uma excelente opção. Fica numa antiga casa completamente renovada, no centro histórico de Vila do Conde. O lindíssimo exterior não engana ninguém, foi tudo feito e decorado com atenção ao detalhe. Tem cozinha completamente equipada e é óptimo para uma escapadinha de cidade e praia a dois.

Veja fotos e comentários aqui

Melhores sítios de Vila do Conde
Praia da Sra. da Guia

Como ir a Vila do Conde

Tal como referimos inicialmente Vila do Conde fica a apenas cerca de 25 km a norte do Porto, pelo que é uma excelente opção para uma escapadinha de Verão. A ligação entre Porto e Vila do Conde pode ser facilmente feita de carro ou de metro.

Se for de carro, a forma mais fácil é apanhar a A28 e sair em Vila do Conde. Existe também hipótese da N13, mas notem que é uma estrada com bastante transito. Notem que durante o verão e em especial nos fins de semana existe imenso transito para entrar em Vila do Conde.

Caso opte por transporte públicos, o metro é sem dúvida a melhor opção pois permite ir directamente do centro do Porto ou do aeroporto a Vila do Conde. Existem várias saídas por hora e demora cerca de 45-50 minutos. O ponto negativo é que o metro de Vila do Conde fica bem fora do centro histórico e ainda mais longe das praias. contem com uns 15 minutos para chegar ao centro e meia-hora para chegar às praias.

O que visitar em Vila do Conde? 12 Coisas que não pode perder

Sharing is caring!

So glad to see you are interested in Portugal

Want to be the first one to receive the new Portugal stuff?

Enter your email address below and we'll send you the goodies straight to your inbox.

Thank You For Subscribing

This means the world to us!

Spamming is not included! Pinky promise.