10 Melhores passadiços de Portugal

Portugal é claramente um país de modas, e a moda dos passadiços parece ter chegado para ficar, pelo menos durante algum tempo. Por isso passamos rapidamente de haverem muito poucos passadiços em Portugal, para todas as regiões terem vários. Os melhores passadiços de Portugal contribuem para a economia local, atraem pessoas, têm pouco impacto, ou um impacto positivo no ambiente.

Neste artigo vamo-nos focar naqueles que consideramos serem os melhores passadiços de Portugal (continental). Vamos deixar de fora alguns projectos que achamos não terem sido bem conseguidos, que não fazem qualquer sentido, ou simplesmente porque ainda não os conhecemos.

Aqui no Portugal Things não somos nem pró nem “anti passadiços”. Adoramos fazer caminhadas, sejam curtas e fáceis ou de vários dias, e por isso acreditamos que os bons passadiços são uma boa forma de conhecer novas partes do país, e acima de tudo uma forma de levar novas pessoas para o mundo das caminhadas e desportos ao ar livre.

Vamos então conhecer os melhores passadiços em Portugal.

Melhores Passadiços de Portugal

Passadiços do Paiva, Arouca

Qualquer lista dos melhores passadios de Portugal que não inclua os passadiços de Paiva está incompleta. Os passadiços do Paiva não foram os primeiros passadiços em Portugal, mas foram sem dúvida os que deram o pontapé de partida para esta nova moda.

Os Passadiços do Paiva têm tudo o que procuramos. Ficam numa zona espetacular do rio Paiva, fazem parte de um projecto de desenvolvimento da região de Arouca e do Geopark e os próprios passadiços são uma obra impressionante. Mais impressionante ainda é a nova ponte suspensa que liga as margens do rio Paiva. É considerada a maior ponte suspensa do mundo.

Localizados no concelho de Arouca (Aveiro) os passadiços do Paiva ligam Espiunca e Areinho numa dimensão de cerca de 8 km. São os únicos passadiços com entrada controlada, bilhetes e horário. O percurso é linear e demora cerca de 2h30 a fazer. Devido à sua popularidade é necessário fazer reserva do bilhete. Veja todos os detalhes aqui.

Portugal Passadiços
Rio paiva e os Passadiços do Paiva em Arouca | Melhores Passadiços de Portugal

Passadiços do Sistelo, Arcos de Valdevez

Os passadiços do Sistelo fazem parte do muito mais longa Ecovia do Vez. A Ecovia do Vez tem 32 km separados em 3 etapas. Os Passadiços do Sistelo fazem parte da terceira etapa entre Vilela e Sistelo com cerca de 10 km, no entanto nem todo o percurso é feito em passadiços. Se estiver apenas interessado nos passadiços o ideal será fazer trilho dos Passadiços do Sistelo, com apenas 2 km.

Se os Passadiços do Paiva são os mais conhecidos e populares em Portugal, na nossa opinião os Passadiços do Sistelo são os que têm a paisagem mais bonita. A obra em si não é tão impressionante, mas o ambiente natural é dos mais bonitos em Portugal. O Sistelo e as margens do rio Vez são absolutamente deslumbrantes em qualquer altura do ano.

Apesar de ficar fora do Parque Nacional Peneda Gerês, o Sistelo e os Passadiços são muito perto dos limites do parque pelo que poderá combinar estes dois destinos numa escapadinha de vários dias.

Passadiços do Sistelo - melhores passadiços de Portugal
Passadiços do Sistelo, um dos mais bonitos de Portugal

Passadiços de Vila do Conde

Os passadiços de Vila do Conde são talvez dos menos conhecidos desta lista, mas são também dos mais antigos, bem anteriores a esta moda. Iniciam-se na margem sul do rio ave, junto à praia da Azurara e seguem sempre ao longo do mar, pela praia, pelas dunas passando por aldeias piscatórias, até à foz do rio Onda em Angeiras.

Todo este percurso entre Azurara e Angeiras tem cerca de 9 km, praticamente sempre em passadiços. As únicas excepções são quando entramos nas aldeias piscatórias, nomeadamente quando atravessemos Vila Chã, mas é uma interrupção que vale bem a pena pois Vila Chã é um dos pontos altos do percurso.

Outro dos pontos de paragem obrigatória é a praia e castro de S. Paio, na nossa opinião uma das melhores praias do norte de Portugal e um local de rara beleza e importância histórica. Infelizmente esta é também a única parte do percurso que tem algumas escadas. Todo o restante percurso dos passadiços é acessível e muito fácil. A única dificuldade é a distância.

Praia e castro de são Paio, são um dos pontos altos dos passadiços de vila do conde
Praia de São Paio, com os passadiços de Vila do Conde ao fundo | Melhores passadiços de Portugal

Passadiços marítimos de Vila Nova de Gaia

Os passadiços de Gaia são em tudo parecidos com os de Vila do Conde, mas ainda mais longos. Vão desde a foz do Douro até Espinho, atravessando todas as praias do concelho de Vila Nova de Gaia ao longo de mais de 15km, praticamente sempre em passadiços de madeira. Desta forma, estes são provavelmente os maiores passadiços de Portugal.

Apesar de bastante longo, o percurso é completamente plano pelo que o nível de dificuldade é apenas moderado. Tal como nos passadiços de Vila do Conde segue-se sempre ao longo da praia, com um cenário maravilhoso, passando por algumas praias icónicas como as de Madalena e Miramar, terminando na praia de Espinho.

Capela do Sr. da Pedra em Miramar, uma das paragens obrigatórias nos Passadiços de Gaia
Um dos pontos altos destes passadiços é a capela do Senhor da Pedra em Miramar

Passadiços de Esmoriz, Ovar

Apesar de também serem à beira-mar, os Passadiços da Barrinha de Esmoriz, também conhecidos como Passadiços da Lagoa de Paramos são bastante diferentes dos anteriores. Nasceram a partir da requalificação da Barrinha de Esmoriz/Lagoa de Paramos, tornando-se rapidamente num meio indispensável para conhecer melhor os encantos deste local a possibilitando que qualquer pessoa possa caminhar pela barrinha.

Com cerca de 6 km de comprimento, os passadiços de Esmoriz circundam a barrinha de Esmoriz dando-nos a possibilidade de ver se perto este espelho de água com cerca de 1.5km de comprimento e 1km de largura. A Barrinha é um ecosistema único na zona norte e é constituída por água salobra, estando separada do mar pelo cordão dunar.

Veja aqui toda informação sobre os Passadiços de Esmoriz, Ovar

Na nossa opinião este é um projecto exemplar em que os passadiços são uma mais valia para a comunidade e o ambiente. O percuro é extremamente fácil, pode ser feito por literalmente qualquer pessoa pois é completamente plano e acessivel. A única coisa a ter cuidado é mesmo o sol, pois não há sombras.

Passadiços de Esmoriz, um dos mais bonitos passadiços de Portugal

Passadiços de Fiães, Santa Maria da Feira

Os passadiços de Fiães são um dos mais surpreendes nesta lista dos melhores passadiços de Portugal. De facto, quando ouvimos falar deles da primeira vez ficamos surpreendidos pela sua existência e até desconfiados da sua qualidade, mas a verdade é que gostamos bastante e até já lá fomos várias vezes (ter família perto também ajuda).

Também chamados de Passadiços do Rio Uíma têm um percurso linear de cerca de 2 km (4 ida e volta) e não apresentam qualquer dificuldade. São perfeitos para uma caminhada em família, mesmo com cadeiras de rodas e carrinhos de bebé. Devido à forte mancha florestal em grande parte do percurso é também bastante protegido do sol.

Este percurso é agradável durante todo o ano, mas para ver o parque das ribeiras no seu esplendor aconselhamos que vá depois de alguma chuva. Nessa altura as ribeiras estarão cheias de água e o cenário com um verde intenso. É nesta alturas que também nos apercebemos que se não houvessem os passadiços seria impossível por ali passar sem estragar os habitat nem ficar completamente enlameado.

Passadiços de Fiães em Santa Maria da Feira
Passadiços de Fiães, um dos mais surpreendente passadiços de Portugal

Passadiços da Ria de Aveiro

Os Passadiços da Ria de Aveiro fazem parte de um projecto maior, a “Via Ecológica Ciclável” com um total de 48 km, de Estarreja a Aveiro (onde ficam estes passadiços) e depois de Vagos a Mira. A secção dos passadiços da Ria de Aveiro são “apenas” 5 km (10km ida e volta), e vai desde o Cais de Esgueira até à Ponte caída em Vilarinho, Cacia. Se quiserem podem começar em Aveiro, mas nessa parte o caminho não é de passadiços e é muito pouco interessante.

Ao longo dos 5km pode apreciar a ria, algumas embarcações, os bosques envolventes, as aves, entre outras coisas. O percurso é quase todo em passadiços de madeira ao longo e por cima da ria, com algumas partes em caminhos florestais. Uma das coisas mais interessantes deste caminho é ver a diferença que a maré faz na paisagem. A paisagem dos passadiços em Maré cheia são completamente diferente de em maré baixa.

O percurso dos passadiços de Aveiro é completamente plano e por isso muito fácil e acessivel a toda a familia, mesmo para idosos, crianças e bebés. São passadiços abertos a bicicletas e por isso temos de ter alguma atenção a isso. O único ponto negativo destes passadiços é o facto de serem relativamente monótonos, sempre com uma paisagem bonita mas sempre muito semelhante.

Passadiços de Aveiro - O que esperar, e como ir
Passadiços da Ria de Aveiro | Melhores passadiços de Portugal

Passadiços do Penedo Furado, Vila de Rei

Localizados mesmo no centro de Portugal, em Milreu concelho de Vila de Rei, os passadiços do Penedo Furado são um dos mais curtos desta lista, mas também dos que mais atrações turistas nos apresentam.

Em cerca de apenas 2 km, podemos ir ao Penedo Furado (que é exactamente isso, um curioso enorme penedo com um buraco), a praia fluvial do Penedo Furado (uma das melhores praias fluviais de Portugal), as cascatas do Penedo furado, e a bicha pintada (um fóssil com cerca de 480 milhões de anos).

Este passadiços fazem parte do trilho das Bufareiras e da Grande Rota do Zêzere. Por serem bastante curtos, são um percurso ideal para fazer em familia e podem ser feitos por qualquer pessoa que não tenha problemas de mobilidade. Por outro lado, não são acessiveis a cadeiras de rodas e carrinhos de bebé.

Passadiços do Penedo Furado | Passadiços em Portugal
Passadiços do Penedo Furado

Passadiços do Alamal, Gavião

Situados no concelho de Gavião já no Alentejo, os Passadiços do Alamal são um destino perfeito para um passeio em família à beira Tejo. Com cerca de 1.8 km , os passadiços do Alamal ligam a ponte de Belver à praia fluvial do Alamal, sempre ao longo do rio Tejo e com o imponente castelo de Belver como pano de fundo.

O percurso dos passadiços do Alamal é linear, apenas com entradas junto à praia e à Ponte. Assim, terá sempre de fazer o percurso de ida e volta (pouco mais de 3 km). No entanto, isso não será um problema pois o percurso é completamente plano e por isso muito fácil. São também muito acessíveis, com apenas 3 escadas no meio do percurso.

O ideal será conciliar a caminhada pelos passadiços com uma ida à praia do Alamal. A praia é extremamente agradável, com areia e algumas actividades aquáticas aproveitando o rio Tejo. Se quiser caminhar mais um pouco, pode continuar o trilho e seguir o PR 1 – Arribas do Tejo.

Praia do Alamal, o ponto de partida para os passadiços do Alamal
Passadiços do Alamal

Passadiços do Alvor, Portimão

Localizados na freguesia do Alvor, Portimão, estes são mais uns passadiços à beira-mar. Seguem a linha de costa entre a praia dos três irmãos e a ria do Alvor fazendo depois um percurso circular entre a ria e a Praia do Alvor.

No total este percurso tem cerca de 6 km divididos entre passadiços e estradão. Dada a sua localização, os passadiços do Alvor são naturalmente planos e óptimos para quem procura fazer uma caminhada fácil, relaxante e acessível a todos os membros da famílias, desde os bebés aos mais idosos.

Uma das caracteristicas mais interessantes da paisagem dos passadiços do Alvor é a influência que as marés têm sobre a paisagem, e como a subida e descida da maré transforma completamente a experiência de caminhar nos passadiços.

Tal como os passadiços de Esmoriz, os passadiços do Alvor foram construidos aquando de um projecto de reabilitação da Ria do Alvor. Todo este projecto permitiu a limpeza da ria e a transformação de uma área degradada num interessante ponto de atracção turistica e os passadiços permitem-nos agora desfrutar do sapal, da paisagem dunar e das praias confortavelmente e com interferência mínima na natureza. Por tudo isto, são claramente um dos melhores passadiços de Portugal.

passadiços do Alvor e o trilho ao sabor da maré
Os passadiços do Alvor passam mesmo por cima do Sapal e da ria do Alvor

Sharing is caring!

So glad to see you are interested in Portugal

Want to be the first one to receive the new Portugal stuff?

Enter your email address below and we'll send you the goodies straight to your inbox.

Thank You For Subscribing

This means the world to us!

Spamming is not included! Pinky promise.